17 de out de 2018

Um momento muito especial



Neste agitado mundo do vinho acabamos tendo tantos eventos a serem atendidos que existem momentos em que realmente ficamos cansados. Mas a reciproca também é verdadeira, existem alguns eventos que a gente não quer que acabem nunca. Um deles ocorreu esta semana quando a importadora Winebrands nos convidou para um almoço na cozinha com nada mais nada menos que Carlos Lucas certamente uma das maiores referências enológicas da região do Dão com importante passagem na Dão Sul ( Hoje Global Wines) que se mostrou muito presente no investimento desta nos vinhos brasileiros através da Dão Sul Brasil no Vale do São Francisco. Carlos é hoje um homem realizado que produz seus vinhos por puro prazer e amor pela região do Dão. Lá possui a Quinta do Ribeiro Santo e mais recentemente adquiriu a Quinta da Alameda. Mas voltando ao nosso encontro, Carlos não apenas trouxe seus deliciosos vinhos Ribeiro Santo, mas também se encarregou do preparo do nosso almoço,  sem a ajuda de ninguém, comprovando que seus dotes não param apenas na produção de vinhos. 

Posso garantir que Carlos dá banho em muito Chef badalado do mercado, vejam o que ele preparou para o pequeno grupo de felizardos : ENTRADAS: Figos com queijo de cabra, Massada/caldo de língua de bacalhau. PEIXE: Tibornada de bacalhau. CARNE: Cabrito assado com arroz de miúdos. SOBREMESA: Queijos da Serra com Goiabada Cascão. 


VINHOS: Vinha da Neve Branco, Vinha da Neve Tinto, Ribeiro Santo Reserva, Ribeiro Santo Touriga Nacional, Ribeiro Santo Grande escolha. Mesmo com a responsabilidade de fazer o almoço Carlos estava muito à vontade e super descontraído o que tornou nosso evento um verdadeiro encontro de amigos, sem aquela obrigação do tema ser só vinhos! Que delícia!!!
Mas é claro que para um apaixonado por vinhos não poderia deixar de tomar minhas notas sobre os mesmos:

Vinha da Neve Branco 2015 – Varietal 100% Encruzado com passagem de 6 meses por barricas francesas e 13,5 % de álcool – Vinho direto com muita estrutura e mineralidade estilo bone dry, delicioso, meu favorito entre todos os vinhos tomados. R$ 687

Vinha da Neve Tinto 2012 - Corte com Touriga Nacional, Alfrocheiro, e Tinto Cão com passagem de 12 meses em barrias francesas mais 6 meses de garrafa e 14% de álcool. Vinho complexo com diversas camadas que vão abrindo com o tempo de taça. Boca fresca, com tripé álcool, acidez e taninos em perfeita harmonia – R$ 601

Ribeiro Santo Reserva 2014 – Corte de Touriga Nacional, Alfrocheiro, e Tinta Roriz com passagem de 10 meses por barricas francesas e 13,4% de álcool. Um vinho mais simples, mas extremamente harmonioso com ótima relação custo benefício. Sempre digo que o bom produtor você já conhece pelos seus vinhos de entrada. Para comprar de caixa – R$ 140

Ribeiro Santo Touriga Nacional 2014 – Varietal 100% Touriga Nacional com passagem de 12 meses por barricas francesas novas e 13,7% de álcool. Um vinho aveludado marcado por aromas florais e de frutas negras com ligeiro dulçor, boca harmoniosa bem ao paladar do público brasileiro. – R$ 266

Ribeiro Santo Grande Escolha 2012 – Corte com Touriga Nacional, Alfrocheiro, Tinta Roriz e Tinta Cão com passagem de 14 meses por barricas francesas mais 6 meses de garrafa, e 14% de álcool. Um vinho mais estruturado e potente, mas com ótimo balanço de boca, mais estilo novo mundo. – R$ 479

Ribeiro Santo Sono de Vindímia 2016 – Varietal 100% Encruzado, vinho de sobremesa trazido na mala por Carlos Lucas não disponível no mercado brasileiro. Uma preciosidade de vinho, complexo,  com figos rami, tâmaras, e  flores secas. Na boca sedoso com dulçor na medida certa, sem ser enjoativo do qual confesso que tomei 2 taças.

Aproveito para parabenizar a Mariana Morgado e ao Ricardo Carmignani pelo gentil convite e organização do almoço, e ao Carlos Lucas por nos proporcionar este delicioso almoço além de seus maravilhosos vinhos, que de tão bom e amigável que foi, já gerou o compromisso de um e novo encontro quando Carlos estiver por estas paragens, onde cada um convidados deste encontro já se comprometeram em preparar uma parte do almoço além de levar um vinho de sua preferência. Isto promete !!!!
Winebrands: Site: www.winebrands.com.br – Fone: 0800 771 5556

12 de out de 2018

Participando da Avaliação Nacional de Vinhos



Bem esta é a segunda vez que me sento para escrever sobre a Avaliação, na primeira acabei fazendo uma crônica e falando pouco do evento, neste post voltarei ao vinho que é sempre o tema dos meus comentários. O sucesso deste evento pode ser medido por algumas informações básicas: Esta foi a 26ª edição, mil pessoas compareceram ao local e foram servidas ao mesmo tempo com as 16 amostras ganhadoras. Os organizadores receberam 344 amostras de vinho de 49 produtores dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. Pois bem a última vez que compareci a Avaliação foi a 15 anos atrás e minha memória guarda momentos muito gostosos e descontraídos, e voltando ao local vejo que só o tamanho do evento mudou, a organização continua impecável, a seriedade continua imperando. A safra de 2018 tema deste ano já é considerada junto a 2005 e 2012 como uma das 3 melhores que o Brasil já teve. A pré - seleção dos vinhos ganhadores foi realizada por um grupo de 120 enólogos , e jornalistas especializados divididos em 8 grupos com a coordenação da ABE presidida pelo competente enólogo Edegar Scortegagna. Primeiramente foram selecionados os vinhos que somavam 30% do lote inicial , e de lá em uma segunda prova os 16 
exemplares ganhadores.

Vamos aos vinhos ganhadores com os comentários feitos por seus apresentadores  e algumas observações minhas feitas em maiúsculo:
VINHO BASE ESPUMANTE: - Domno do Brasil – Comentado por Carlos Abarzúa – Enólogo do Ano 2017 Vinho de aspecto delicado, atraente, límpido e brilhante, com tonalidade rosa salmão e casca de cebola. Nariz de intensidade média, fino, elegante, com notas de frutas brancas como pera, maçã madura, abacaxi, notas de frutas vermelhas frescas como amora, cereja, framboesa e morango, notas de flores brancas e vermelhas, notas vegetais, leve toque de especiarias. No paladar é elegante, equilibrado, untuoso, com boa estrutura e bom volume de boca, notas frutadas como abacaxi e maçã, apresenta frescor com acidez marcante e equilibrada, persistência duradoura.
VINHO BASE ESPUMANTE: Vinícola Geisse – Comentado por  Regina Vanderlinde – Presidente da OIV Vinho de visual límpido, brilhante, amarelo dourado, acobreado e reflexos rosé. Perfil aromático delicado, fino, elegante, de média intensidade, com aroma de frutas brancas, cítricas e tropicais, como limão, abacaxi, ameixa amarela, carambola, pera, maçã verde, melão maduro e pêssego, notas de flores brancas (flor de laranjeira, madressilva). No paladar é elegante, equilibrado, com excelente estrutura e frescor, ataque franco e caráter frutado, acidez presente, corpo médio, retrogosto prazeroso e de persistência duradoura.
VINHO BASE ESPUMANTE: Vinícola Galvão Bueno – Comentada por  Lúcia Bailetti – Enóloga – Itália Visual límpido, cristalino e brilhante, coloração muito bonita, atraente, com leve rosado de tonalidade salmão e casca de cebola.  No nariz fineza e elegância marcam este vinho com toque de flores e frutas cítricas, como abacaxi, acerola, ameixa, cereja, framboesa e maçã verde, também frutas como lichia e lima, com média intensidade aromática. Em boca é complexo, elegante e intenso, com acidez marcante e equilibrada, dando bom frescor ao vinho, presença de taninos agradáveis, notas frutadas, com bom volume e boa persistência.
MEU FAVORITO ENTRE OS 3 VINHOS BASE DE ESPUMANTE FOI O DO GALVÃO BUENO
 RIESLING RENANO: Vinícola Almadén – Comentado por Johnny Mazzilli – Jornalista  Com lindo visual, brilhante e límpido, com tonalidade amarelo palha com reflexos esverdeados e dourados.  No nariz é delicado, elegante, fino, presença intensa de frutas como laranja, lima, pomelo e limão siciliano, maçã verde, pera e melão, mamão, banana, marmelo, pêssego e damasco; apresenta também aroma de flores silvestres, flor de laranjeira e jasmim. Na boca é agradável, tem frescor e acidez equilibrada, notas de frutas cítricas, bergamota, com sutil toque mineral, bom volume de boca, retrogosto marcante e boa persistência.
 CHARDONNAY: Cooperativa Vinícola Aurora – Comentado por Edsandro Arruda – Sommelier Vinho de excelente visual, brilhante, límpido, amarelo palha com fundo esverdeado. Aroma elegante, de intensidade média, com notas de frutas cítricas e tropicais como abacaxi, banana, lima, maçã verde, pera e pêssego, toque floral discreto de jasmim e rosas, com aromas da madeira, tostado, especiarias e amêndoas. Paladar refrescante, agradável, com ataque doce inicial, com acidez equilibrada, toque frutado, boa estrutura com presença de madeira integrada e elegante, corpo médio, bom volume de boca e persistência média.
CHARDONNAY: Cooperativa Vinícola Garibaldi  – Comentado por Caroline Dani – Biomédica Visual de lindo aspecto, brilhante, límpido, tonalidade amarelo palha com reflexos esverdeados. No nariz se apresenta nítido com intensidade alta, notas marcantes de frutas tropicais e cítricas como toranja, abacaxi, maçã verde, pera, melão, goiaba, ameixa branca, pêssego e maracujá, toque floral (flor de laranjeira), e aromas vegetais com ervas de quintal, arruda e broto de tomate. Em boca é intenso e elegante, com acidez equilibrada e vibrante e bom volume, frutado com notas de abacaxi, pera e maracujá, notas vegetais de broto de tomate e arruda, extremamente fresco, com retrogosto agradável que se mantém em boca.
SAUVIGNON BLANC: Vinícola Lemos de Almeida – Comentado por Rodrigo Perez Nambrard – Tanoeiro Visual brilhante, atrativo, límpido, amarelo com tons esverdeados e lágrimas duradouras. Aroma exótico, fresco, de frutas cítricas, tropicais e maduras, notas de goiaba, pêssego, de flores brancas (jasmim e rosas) e cítricas (flor de laranjeira), notas vegetais como broto de tomate, aspargos, arruda e especiarias verdes.  Apresenta bom volume de boca, é elegante, agradável, equilibrado, com acidez e frescor excelentes, frutado (maracujá, goiaba), retrogosto de qualidade e persistência muito boa.
 MOSCATO GIALLO: Hortência Vinhos – Comentado por Priscila Silva Esteves – Professora Visual límpido e cristalino, amarelo palha com reflexos esverdeados, lindo. No nariz apresenta-se complexo, fino e elegante, uma excelente intensidade aromática floral, como flores de laranjeira, jasmim e rosas, batata doce, mel, frutas de polpa branca, carnosas e maduras, goiaba, mamão papaia, pêssego e ervas de quintal.  Em boca é elegante, com excelente perfil da categoria, harmônico, com frescor e bom volume de boca, acidez equilibrada, retrogosto agradável e excelente persistência.
ENTRE OS EXEMPLARES BRANCOS MINHA PREFERÊNCIA FICOU PARA O SAUVIGNON BLANC DA LEMOS ALMEIDA, NÃO DEVE NADA PARA OS EXEMPLARES DA NOVA ZELÂNDIA
CABERNET FRANC: Vinícola Salton  – Comentado por  Carlos Cabral de Mello – Consultor de Vinhos Visual límpido e brilhante, com coloração vermelha rubi de média intensidade e lágrimas marcantes. No nariz é intenso e agradável, com notas de frutas vermelhas maduras, cereja, amora, morango e ameixa, com toque de especiarias, cravo e leve floral. Em boca é agradável e aveludado, com ataque inicial doce, acidez marcante e expressiva, apresentando notas frutadas compatíveis com o aroma e um toque defumado, com taninos macios e elegantes, com corpo médio, bom volume de boca e persistência média.
MERLOT: Vinícola Don Guerino – Comentado por Dirceu Vianna Jr. – Master of Wine - Inglaterra Visual intenso e profundo, com coloração vermelha violácea e reflexos negros. No nariz tem intensidade média, destacam-se as notas de frutas negras maduras e secas, mirtilo e ameixa, notas da madeira, baunilha, especiarias, avelã, cacau, café e tostado, com toque de tabaco e pimenta. Em boca é equilibrado e intenso, com boa acidez e estrutura, corpo médio e bom volume, notas frutadas, ameixa, amora e toque de chocolate, pimenta e tostado, com madeira aparente e bem casada, taninos domados e equilibrados, é untuoso, envolvente e persistente.
MERLOT: Rasip Alimentos  – Comentado por Francine Dion – Diretora do Séléctions Mondiales – Canadá Visual intenso, coloração vermelho rubi/violáceo. Aroma intenso e agradável, frutas vermelhas maduras, amora, ameixa, geleia, licor de cassis, caramelo, especiarias, carvalho bem fundido e leve floral. Em boca é equilibrado e envolvente, com acidez média e corpo potente, com notas frutadas e de especiarias, chocolate amargo, pimenta, e forte tostado, com madeira equilibrada, taninos macios, bom volume e persistência.
CABERNET FRANC: Estabelecimento Vinícola Valmarino– Comentado por Otávio Berwanger – Médico Visual intenso, vermelho rubi/violáceo com reflexos negros, com lágrimas espessas e duradouras. Nariz de intensidade alta, com frutas vermelhas e negras maduras (amora, cereja, figo), compota, notas de madeira de qualidade, café, tostado, tabaco, couro, e toque vegetal, ervas secas. Em boca é equilibrado e fino, ataque doce, com boa acidez e muito corpo, notas de jabuticaba, uva passa cassis, especiarias e herbáceo, com madeira equilibrada, os taninos são maduros e presentes, com leve adstringência e persistência longa.
CABERNET SAUVIGNON: Vinícola Almaúnica – Comentado por Celso Masson – Jornalista  Visual brilhante, límpido e intenso, coloração vermelho rubi com tons violáceos. No nariz é elegante e agradável, com aromas de frutas vermelhas, amora, ameixa, notas de especiarias, canela, e aromas da barrica de carvalho, café, cacau, tostado, leve vegetal e mentolado.  Em boca é harmônico, com acidez pronunciada e ótimo volume de boca, bom corpo e estrutura, com notas de ameixa preta, cereja, geléia, café e leve mentolado, com retrogosto amadeirado, taninos presentes e equilibrados, com  muito potencial e persistência média.
CABERNET SAUVIGNON: Vinícola Miolo – Comentado por  Christian Burgos – Publisher Visual profundo e intenso, coloração vermelho violáceo com tons negros. No nariz frutas vermelhas e pretas (framboesa, ameixa preta, amora, mirtilo), frutas secas, notas de  especiarias, canela, cravo, caramelo, chocolate branco,  tabaco e tostado, balsâmico e azeitonas pretas, com herbáceo leve. Em boca é doce na entrada, com acidez média e leve adstringência, certo amargor, potente de álcool e com muita estrutura, taninos marcantes e redondos, com notas de compota, figo preto, caramelo e chocolate, vinho untuoso e de bom potencial, com excelente persistência.
TANNAT: Família Bebber Vinícola – Comentado por Nicholas Corfe - Importador Go Brazil – Reino Unido Aspecto excelente, brilhante, límpido e intenso, com coloração vermelha rubi com reflexos violáceos. No nariz é agradável e generoso, com frutas vermelhas e negras, ameixa fresca, framboesa, amora e compota, notas de anis, baunilha, caramelo, café e especiarias (cravo, canela), as notas da madeira são intensas (tostado), com sensação vegetal, leve mentolado e funcho. Na boca é equilibrado e elegante, tem um adocicado inicial, é alcoólico e potente, com bom corpo e acidez, notas de amêndoas, chocolate e especiarias, com taninos macios e agradáveis, é untuoso, volumoso e persistente.
 TANNAT: Casa Valduga Vinhos Finos – Comentarista: Pablo Ugarte – Diretor do Catador Awards - Chile Visual límpido e intenso, com coloração violácea e reflexos negros. No nariz é intenso, com frutas negras maduras, ameixa preta, mirtilo, geleia e frutas no licor, notas de especiarias, canela, baunilha, cassis, amêndoas torradas, chocolate amargo, café, pimenta preta e tostado. Em boca é encorpado e envolvente, com acidez equilibrada e leve adstringência, álcool elevado e muita estrutura, notas de ameixa seca, compota, especiarias, café e amadeirado, taninos marcantes e intensos, volumoso e persistente.
ENTRE OS TINTOS MEUS FAVORITOS FORAM: O VOLUMOSO E BEM BALANCEADO MERLOT DA RACIP , O COMPLEXO E VIBRANTE CABERNET SAUVIGNON DA MIOLO, E O SURPREENDENTEMENTE DOMADO  TANNAT DA VALDUGA  
Vale ainda lembrar a homenagem feita através do Troféu Vitis Amigo do Vinho Brasileiro 2018 para o empresário do turismo Tarcísio Vasco Michelon,  e do Troféu Vitis Destaque Enológico 2018  entregue ao enólogo Antônio Salvador.
Agradeço o gentil convite para participar deste evento e espero poder participar ainda mais ativamente do evento do próximo ano! Parabéns a todos aqueles que viabilizaram esta que é considerada a maior degustação de vinhos de uma safra do mundo.

11 de out de 2018

Momentos de reflexão durante Avaliação Nacional de Vinhos



Uma viagem ao interior do Rio Grande do Sul para atender a Avaliação Nacional de Vinhos em sua edição de 2018 me fez refletir sobre nosso padrão de vida e nossas escolhas. Em meio a uma explosão de ódio e radicalismo causado pelas nossas eleições presidenciais tive momentos de reflexão que afloraram minhas emoções com pequenos acontecimentos de nossa viagem. Elas se apresentaram sob diversas formas, como a de ver nosso único Master of Wine brasileiro contendo suas lágrimas ao comentar sua reação ao ouvir o hino nacional na abertura do evento. Na fala singela e carregada de sotaque italiano do Sr Plinio Pizzato contando “causos”e a história de sua vinícola que na verdade é a sua própria história de vida. 

Na honra de ser gaúcho, representada pelas bandeiras do estado coladas em vidros ou latarias dos carros, hasteadas em casas e estabelecimentos comerciais, que muito mais do que em outros estados brasileiros despertam um nacionalismo patriótico hoje esquecido por muitos de nós. 
Na preocupação em manter a história da cidade de Garibaldi viva, pelo restauro dos antigos casarões que acabam tornando-se atração turística, bem diferente do que vemos em outros grandes centros como nossa Av Paulista só para citar um exemplo.
 Por que perdemos tempo na defesa de partidos políticos que se lixam para o que nós pensamos, e que só se preocupam em se perpetuar no poder? Por que perder colegas por conta de discussões radicais sem fim que não levam a lugar nenhum?

 Vamos dar um basta  nisto  dar as mãos e começar a trocar ideias do que é melhor para o Brasil, vamos chorar pelo nosso hino, contar e aprender com nossas histórias de vida, vamos mostrar com orgulho nossa bandeira verde e amarela, vamos cuidar de nosso patrimônio cultural, apenas para citar os acontecimentos por mim citados nesta curta viagem. Tenho certeza que existem outros tópicos até bem mais importantes do que este curto relato, e que devem ser debatidos sem radicalismo para o bem de nossas futuras gerações. Vamos baixar a guarda e buscar a pacificação, e para brindar isto por que não começar com um bom vinho nacional que deveria ser tema desta minha crônica, mas que perdeu espaço para algo mais pungente.

Paz

10 de out de 2018

Os Abatidos 52 - Chateau Le Puy Emilien 2008



20 de Setembro de 2018

Variedade:  85% Merlot, 7% Cabernet Franc, 6% Cabernet Sauvignon, 1% Malbec e 1% Carménère

Origem: Bordeaux França

Produtor: Chareau Le Puy

Onde encontrar- World Wine

 Preço: 450 Reais para safra 2014

Detalhes – Localizado em Saint-Emilion, ostenta a classificação de Appelation Bordeaux Côtes de Francs Contrôlée tendo sido fundado em 1610 e considerado nos dias de hoje um dos ícones da cultura biodinâmica. Seu proprietário, Jean Pierre Amoreau garante que seus vinhos não recebe sulfitos, nem no engarrafamento. Os vinhos normalmente passam por dois anos de estágio em barricas francesas já com certo uso para evitar vinho com excesso de madeira. O vinho provado era de cor granada, média concentração e leve halo de evolução. Olfativamente complexo, frutas vermelhas com ligeira evolução, cassís, ameixa, sottobosco e leve tostado. Na boca, redondo, tripé correto, boa estrutura, mas mantendo muita elegância e maciez. Um vinho que não pode faltar em boas adegas

 Avaliação 4 *

4 de out de 2018

Viña Montes a pura tradição dos vinhos chilenos

Bernardo Troncoso e suas crias


Viña Montes é garantia de unanimidade entre os apreciadores de vinhos especialmente quando falamos de novo mundo. Foi em 1987 que Aurélio Montes e Douglas Murray, fundaram esta inovadora  vinícola que surpreendeu a todos, colocando o Chile na ponta da produção de vinhos de qualidade na América do Sul. Aurélio foi responsável pelo lançamento do primeiro grande vinho chileno, o “Montes Alpha Cabernet Sauvignon”, e o primeiro a reconhecer o grande potencial da região de Apalta aproveitando a presença de antigos vinhedos da região. Na semana passada o atual enólogo desta casa, Bernardo Troncoso, esteve no Brasil para o lançamento da nova linha denominada “Special Cuvée” que tem como objetivo de ocupar o espaço entre a linha Montes Alpha e seu vinhos ícones, e que se diferencia por não seguir um determinado estilo, mas sim pelo potencial e característica de cada variedade. A linha é composta por 4 vinhos dos quais provamos 3:


Montes Alpha Special Cuvée Cuvée 2015 um varietal 100% Chardonnay elaborado com uvas de Casablanca bem no estilo “Novo Mundo”, encorpado, potente, com 12 meses de passagem por barricas francesas de primeiro uso. Vinho marcado por aromas de abacaxi maduro, bala toffe, baunilha, e tostado. Na boca boa acidez, suculento, encorpado, e final de boca confirmando as características olfativas. Vinho para os apreciadores de vinhos mais estruturados. R$ 248

Montes Alpha Special Cuvée Pinot Noir 2016 um varietal 100% Pinot Noir elaborado com uvas do Vale de Aconcagua com 35% do vinho passando por barricas de francesas por 12 meses. Vinho de cor violeta indo para Rubi de media concentração , sem halo. Olfativamente bem frutado com morango, framboesa, e cereja, couro e cogumelo seco, e tabaco. Na boca, ótima acidez, taninos presentes , corpo médio para amplo, final frutado com presença de terciários. Um pinot com jeito borgonhês apenas um pouco mais estruturado. R$ 268

Montes Alpha Special Cuvée Cabernet Sauvignon 2015 um corte com 85% de Cabernet Sauvignon 10% de Syrah, e 5% Carmenère elaborado com uvas do Vale de Colchagua com 65% do vinho passando por estágio em barricas francesas de 1º e 2º uso por 16 meses. Rubí violáceo, extra tinto, sem halo. Complexo olfativamente, trazendo frutas negras, cassis, leve toque herbáceo, tabaco, e especiarias. Na boca, estruturado mas ao mesmo tempo elegante devido seu ótimo balanço entre acidez, álcool e taninos., final de boca cheio e vibrante, já chamado de pequeno Montes Alpha M. R$ 248
Por ordem de preferência gostei mais do Cabernet Sauvignon, Pinot Noir e Chardonnay.

Durante o evento ainda tivemos a oportunidade de provar três vinhos que me encantam:

Outer Limit Sauvignon Blanc 2017 - Varietal elaborado com uvas de Zapallar no Vale de Aconcagua. Palha verdeal brilhante. Maracujá, mineral, grapefruit, toque salgadinho, e ervas aromáticas. Na boca alta acidez, boa estrutura, corpo amplo final de boca com aspargos e toque salino. Simplesmente delicioso - R$ 208  

Outer Limits Syrah 2016 - Varietal 100% Pinot Noir com uvas de Zapallar no Vale de Aconcagua, com estágio em barricas francesa por 12 meses sendo 30% novas.Violáceo, extra tinto, sem halo.  Fechado, framboesa, herbáceo, café, pimenta do reino, e tinta de caneta. Na boca, potente, taninos presentes corpo intenso, picante, final alcoólico. R$ 250

Montes Folly 2013 – Varietal 100% Syrah, com uvas de Apalta no Vale do Colchagua com estagio de 12 meses por barricas francesas novas. Rubí violáceo extra tinto, sem halo. No nariz, muitas camadas olfativas, frutas negras maduras, cereja no licor, blueberry, menta, chocolate, leve  acidez volátil, especiarias, e fosforo. Ótimo balanço de boca, acidez intensa, taninos resolvidos, final de boca generoso com frutas e toque de alcaçuz.  Vinho delicioso R$ 746

Todos os vinhos da Montes são importados pela Mistral, uma garantia de bons vinhos.

MISTRAL: Site www.mistral.com.br Fone (011) 3174 1000