20 de set de 2017

MASI muda de importador


A Masi é um dos mais importantes produtores da região do Vêneto na Itália, criador dos vinhos Ripasso, depois de muito tempo mudou de importadora. A partir de agora passa a fazer parte do portfólio da jovem Épice que decidiu fazer um upgrade em sua linha de produtos. Recentemente a importadora descontinuou por volta de 10 produtores que não mais atendiam a atual filosofia da empresa visto esta passar a  buscar nomes de destaque do mundo do vinho, e que fossem fieis à importadora, em troca de exclusividade  na distribuição da região que estes produtores atuem. Na semana passada fomos convidados para almoço de oficialização desta parceria sendo recebidos por  Luli Dias diretor da empresa, ficando a cargo do enólogo Vincenzo Protti embaixador da marca no Brassil  a apresentação dos vinhos.

A Masi é hoje uma empresa de capital aberto,  mas ainda gerenciada pela família Boscaini  que além da alta qualidade de seus vinhos tem se destacado pelo foco na sustentabilidade de seu negócio que traduzido em ações significa : Uso de fertilizantes e agro tóxicos  naturais, reutilização de água de chuva, investimento em fontes limpas de energia, como painéis solares e adoção de embalagens de madeira certificada.

Durante o almoço provamos um refrescante vinho branco Masianico 2016, corte de Pinot Grigio e Verduzzo  de R$ 155 a garrafa, um austero e delicioso rose Rosa dei Mais elaborado com a variedade Refosco que me agradou muito e também vendido a R$ 155. Na sequência o tradicional Campofiorin , corte com 70% de Corvina, 25% de Rondinella e 5% de Molinara que completou 50 anos na safra provada 2014 um vinho estruturado mas com balanço de boca impecável , vendido a R$ 191, seguido do Brolo Campofiorin Oro 2013, um corte com 80% de Corvina, 10% de Rondinella e 10% de Oseleta o meu favorito do painel  e encontrado a R$ 250 a garrafa. Para finalizar dois magníficos Amarones Costasera , o atual  Riserva 2011 surpreendentemente delicado e fácil de beber vendido a R$ 790 a garrafa e um Clássico safra 1997 uma das mais conceituadas da região, mais estruturado, mas deliciosamente amaciado pelo tempo de guarda gentilmente cedido por Vincenzo, não mais disponível para venda.

Tenho certeza que a parceria tem tudo para dar certo, meus votos de sucesso a Épice e a Masi !!!

Épice: Site- www.epice.com.br  - Fone (011) 2701 2050


13 de set de 2017

Hernanes faz um goal de placa com seus vinhos do Piemonte


Nesta segunda feira tive o prazer de conhecer o meio campista do São Paulo FC Anderson Hernanes de Carvalho Viana Lima, mais conhecido por Hernanes e seus vinhos. Quando recebi o convite logo pensei ai vai mais uma pessoa famosa aproveitando o seu nome e seu momento para vender algum tipo de produto.  Mas no decorrer da conversa me dei conta de que é muito mais do que isto, existe a paixão pelo local que ele adquiriu a qual ele carinhosamente chama de ”minha casa” e que claramente o será assim que ele encerrar suas atividades futebolísticas. Muito gratificante ver a postura desse jogador que pensa no seu futuro e de sua família e não apenas no clichê muito comum para quem  passa por momentos de fama de  comprar um carrão do ano, corretes de ouro etc etc etc. Conheci  uma pessoa que absorveu muita cultura em sua estada por terras italianas, e que já desenha seu futuro morando na Ca’ del Profeta ( Traduzindo: Casa do Profeta, apelido carinhoso que Hernanes ganhou dos torcedores italianos) e trabalhando com uma paixão que lá adquiriu, “ O vinho”. Sua propriedade possui 4,5 hectares de vinhedos com 15 anos de idade, plantados  com as seguintes variedades ( Dolcetto, Grignolino, Barbera e Braccheto ), mais um velho casarão. Dos vinhedos plantados ele nos confidenciou ter  eliminado os pés de Dolcetto  substituindo-os  pela Nebbiolo ,casta mais nobre com a qual no futuro projeta grandes vinhos. Outra providência foi a de iniciar a reforma do casarão e o inicio de construção de sua própria vinícola dentro de sua Ca Del Profeta . Quando começamos a falar sobre seus vinhos a postura profissional de Hernanes aparece novamente com a escolha daquele que hoje vinifica  suas uvas, a família Coppo , certamente os maiores especialista em Barbera do Piemonte , e que também elaboram o Grignolino, ficando o “dolce” Brachetto por conta da Daffara & Basso.

Durante o encontro provamos os três vinhos que o craque produz hoje, todos da safra 2016 e que são importados para o Brasil pela Mondoroso de André Roso e que podem ser encontrados para venda na Casa do Porto.

Ca Del Profeta Saudade Grignolino 2016 – Vinho fresco, para consumo imediato, fácil de beber ,que me lembrou um pouco os  vinhos de maceração carbônica -  R$ 125

Ca  Del Profeta Barbera 2016 – Um festival de frutas negras maduras e flores, deliciosamente equilibrado em boca e que certamente aumentara sua complexidade com uns 2/3 anos de garrafa – R$ 160

Ca Del Profeta Regalo  Brachetto 2016 – Vinho refrescante, marcado por aromas de morangos, com dulçor na medida certa, que encantou os presentes –R$ 97

Fica aí a minha sugestão para quem gosta de vinhos autênticos de boa qualidade, e aos torcedores do tricolor paulista um aviso de amigo, corram porque a produção do vosso ídolo é bem pequena e certamente vai esgotar rapidamente.

Meus votos de sucesso ao competente Hernanes.


Casa do Porto: Fone (011) 3061 3003 – site www.casadoporto.com

8 de set de 2017

Miolo, uma história de sucesso

Fábio Miolo, Walter Tommasi e Adriano Miolo

A Miolo é certamente um caso de sucesso na vitivinicultura nacional, começou produzindo uvas depois fez seus próprios vinhos até se tornar referências de vinhos finos do Brasil. Completando 28 anos de trabalho ininterrupto contam hoje com um incrível portfólio de 65 rótulos , indo desde os produtos de entrada com sua linha  Almaden até seus vinhos Premium onde se destacam o Lote 43, Merlot Terroir, Sesmarias, Vinhas Velhas Tannat, e o Testardi Syrah, só  para citar alguns deles. A Miolo conta hoje com 1.700 hectares de vinhedos sendo 100 no Vale dos Vinhedos,  200 na Campanha Central , 1200 na Campanha Meridional e 200 no Vale do São Francisco. Nesta semana tive o prazer de participar de um Wine Diner organizado pelo  Wine House do Baby  Beef localizado na Marginal do Pinheiros 16.741, que aproveito para recomendar por suas ótimas carnes , especialmente o French Rack de carneiro, delicioso.
 Durante jantar Adriano Miolo foi descrevendo cada um dos vinhos servidos, que foram : Espumate Millesime 2011 em garrafa Imperial de 6 litros, Quinta do Seival Alvarinho, Miolo Lote 43, Tannat Vinhas Velhas, Terranova Moscatel, e Miolo Brandy Especial. 

Fiquei muito contente de ver que o Lote 43 voltando a apresentar o mesmo estilo de vinho do velho mundo da época em que foi  lançado ( safras 1999 , e 2004) os amantes deste estilo vão ficar felizes. 

Aproveito para informar que a Miolo esta lançando mais uma linha de vinhos de entrada  chamada de “Seival” que contará com 2 vinhos, um tinto Tempranillo, um branco Sauvignon Blanc, e um espumante todos com preço de consumidor final na casa dos R$ 35. Vale conferir. Sucesso a família Miolo !


Miolo Wine Group:  Site- www.miolo.com.br  - Fone  0800 9704 165

31 de ago de 2017

Miguel Torres garantia de bons vinhos



O nome Miguel Torres é para mim uma garantia de alta qualidade para vinhos comparável  a ir ao cinema para assistir a um filme com Tom Hanks, quando definitivamente  não se faz necessário ler a opinião  dos críticos de plantão. Nesta semana tive o prazer de participar de almoço com o enólogo da casa, o simpático catalão Fernando Almeda responsável pela elaboração dos vinhos chilenos da empresa, e como sempre tivemos momentos descontraídos acompanhados de grandes vinhos
Vamos aos vinhos provados:

Estrelado Rosé 2014 – Delicioso espumante elaborado com a tradicional uva País da região de Maule envelhecido em suas borras por 12 meses. Fresco com morango no nariz enquanto boca é mineral e mais direta. R$ 113

Cordillera Chardonnay 2013 – Varietal 100% Chardonnay elaborado com uvas de Limari. Vinho com boa complexidade olfativa trazendo pêssego e cítricos doces, e complemento mineral . Na boca boa estrutura com muto frescor. Bom custo benefício R$ 126

Cordillera Carmenere 2012 –Varietal 100% Carmenere da melhor região para esta variedade, Peumo. Vinho com boa tipicidade, frutas vermelhas confitadas, cravo, canela e presença de eucalipto e tostado . Boca gorda, macio, final de boca com ligeiro amargor característico R$ 140

Manso de Velasco 2012 – Varietal 100% Cabernet Sauvignon elaborado com uvas da região de Curicó. Vinho complexo marcado por frutas negras maduras, couro, flores escuras e leve tostado. Boca macia sedosa com taninos doces e final de boca rico. Meu vinho favorito entre os elaborados pela marca no Chile R$ 347


Escaleras de Enpedrado 2012 – Varietal 100% Pinot Noir elaborado com uvas da região de Curico.  Vinho maduro com presença de frutas vermelhas maduras, couro e toque tostado delicado. Boca intensa, estruturada  mas sem perder  a elegância necessária de um Pinot Noir. R$ 792

Os vinhos da Miguel Torres são distribuídos no Brasil pela Devinum


Devinum - Site - www.devinum.com.br - Fone (011) 2532 7201

25 de ago de 2017

20 anos de Decanter


O mercado de vinhos no Brasil é uma verdadeira roleta russa visto os importadores serem obrigados a trabalhar com regras operacionais nefastas como os odiados impostos antecipados, burocracia portuária, diferentes regimes tributários, contrabando, etc  etc. Sem esquecer as vergonhosas taxas de importação que tornam o vinho fino um produto caro e restrito para uma fina camada da população. Alguém poderia então me perguntar como alguns poucos importadores conseguem sobreviver e até mesmo crescer neste cenário?  Minha resposta seria: primeiramente com muito amor pelo vinho, que só quem milita no mundo do vinho consegue entender esta frase tão utilizada, mas sabemos que o vinho não é só paixão, ele é um negócio, e aí entra a capacidade profissional dos proprietários das importadoras e de suas equipes. 
Adolar Hermann e sua Decanter são uma prova viva disto, apaixonados pelo que fazem, mas com os pés no chão e pulso firme em seu negócio. Para completar a receita do sucesso mais duas porções mágicas: Produtos de qualidade e ética nos negócios. 
Alberto Arizu, Didu Russo, José Luiz Pagliari, Domingos Alvesde Souza, Walter Tommasi, Pio Bonfa, e Thierry Villard
 

Durante o jantar de 20 anos da Decanter Adolar nos contou pequenas histórias que marcaram o relacionamento com seu mais fieis e antigos fornecedores e que lá estavam presentes para homenageá-lo. Todos eles com 20 anos de feliz parceria: Alberto Arizu da argentina Luigi Bosca,  Thierry Villard da chiena  Villard,  Pio Boffa da italianíssima  Pio Cesare , e Domingos Alves de Souza, portuguesa Quinta da Gaivosa, todos  exaltando o amigo Adolar, muito felizes  com a longa parceria. Tive o prazer de estar presente nesta homenagem e desejar outros 20 anos de sucesso e bons vinhos


Parabéns Adolar, parabéns Decanter!