17 de ago de 2018

Os Abatidos 42 – Lo Abarca Gewurztraminer 2009



4 de Agosto de 2018

Variedade:  Gewurztraminer

Origem:  Chile – San Pedro

 Importador: Zahil

 Preço: R$ 250

Detalhes – Maria Luz Marin é a Casa Marin! Uma mulher dinâmica de rara visão fundadora, dona e enóloga desta jovem vinícola. Mas isto não basta pois ela foi pioneira na região de San Pedro e especificamente de Lo Abarca reconhecido por todos os grandes enólogos do Chile como um dos dois melhores locais para a produção de vinhos brancos e da suave Pinot Noir. O exemplar provado comprova a excepcional qualidade dos vinhos da Casa Marin fruto do ótimo trabalho enológico de Maria Luz, e das excepcionais uvas deste Terroir. Este Gewurztraminer é ainda dos vinhedos Lo Abarca, hoje só utilizado na linha Cartagena, e apresento muita complexidade olfativa com predominância de lichia, melão, rosas e muita mineralidade e sem aquele amargor típico da Guwurz. Na boca seco direto refrescante absolutamente perfeito

Avaliação 4 *

16 de ago de 2018

Errazuriz é bom demais



Foi muito bom rever o enólogo Francisco Baettig em mais esta visita ao Brasil, desta feita acompanhado por Maria Eugenia Chadwick filha do respeitado Eduardo Chadwick proprietário da Viña Errazuriz, fundada em 1870  no Valle de Colchagua por Don Maximiano Errazuriz. A visita em São Paulo foi dividida em dois eventos: o primeiro, um almoço para um pequeno grupo de jornalistas para lançamento da linha Las Pizzarras,  seguido de um evento maior com a apresentação de boa parte do vinhos Top da vinícola para um público mais amplo formado por jornalistas formadores de opinião Donos de restaurantes e sommeliers.

Devo dizer que fiquei encantado com a qualidade desta nova linha Las Pizzarras, definitivamente um passo á frente na vitivinicultra chilena. Suas uvas vem da região de Aconcagua Costa que tem solos de rochas  metamórficas de origem vulcânica incluindo xisto, que concedem aos vinhos muita mineralidade. A Errazuriz adquiriu 5 hectares destas terras em 2004, e hoje já possui mais de 70 hectares. A linha Las Pizzaras tem 2 vinhos, o Chardonnay e o Pinot Noir, ambos com uvas das melhores parcelas destes 70 hectares, limitados a 4,5 hectares de Chardonnay e 5 hectares de Pinot Noir. Hoje produzem 600 caixas de vinho por ano e seu limite de produção está fixado em 1200 caixas anuais que alcançara o limite de produção dos lotes selecionados para esta linha.
Vamos aos vinhos:

Las Pizzarras Chardonnay 2016 – Varietal 100% Chardonnay 13% de álcool, PH de 3.14, açúcar residual Olfativamente, complexo e muito limpo com predominância mineral, leve toque cítrico, floral, frutas amarelas frescas e fosforo. Na boca fino e elegante, acidez marcada, corpo médio e final de boca mais austero com frutas amarelas maduras e delicado toque tostado. R$ 740

Las Pizzarras  Pinot Noir 2015- Varietal 100% Pint Noir 13% de álcool, PH 3.43 , açúcar residual 2,49 g/l  guarda de 13 meses em barricas francesas sendo 33% novas. – Rubi, média concentração, sem halo. Grafite, fruta negra, pétala de rosas, sangue, e terra molhada. Na boca, boa acidez, taninos muito finos, corpo médio e final de boca leve, mas amplo com frutas vermelhas e especiarias doces R$ 1.154
O preço é bastante salgado, mas os vinhos certamente fazem frente aos seus criadores borgonheses. Vinhos deliciosos para quem tem poder de compra.
Tivemos ainda o prazer de provar o Kai 2014 de R$ 1700, e meu eterno favorito Don Maximiano 2015. RS 650


No evento seguinte foram servidos os seguintes vinhos:
Aconcagua Costa Chardonnay 2017
Aconcagua Costa Pinot Noir 2017 
Max Reserva Carmenere 2016 - R$ 130
Max Reserva Cabernet Sauvignon 2016 – RS 130
Kai Carmenere 2016  - R$ 1700
La Cumbre Syrah 2016  - R$ 650
Don Maximiano  2016.
Grandes vinhos mas gostaria de chamar a atenção para os dois exemplares de Aconcagua Costa, certamente um Terroir privilegiado para vinhos mais leves como brancos e Pinot Noir

Grand Cru : Site – www.grandcru.com.br  - Fone 0800 7778558

15 de ago de 2018

Os Abatidos 41 – Granite Mullineux 2011



2 de Agosto de 2018

Variedade:  Syrah

Origem:  África do Sul - Swartland

 Importador: Wines4u

 Preço: R$ 185

Detalhes - Vinícola relativamente nova, fundada em 2007 por Chris e Andrea Mullieux, seus vinhedos seguem a agricultura natural sem uso de herbicidas e são plantadas com Syrah, Chenin Blanc , Grenache Blanc, Clairette , e Viognier.– Este vinho foi elaborado com uvas de um único vinhedo com parreirais de 21 anos plantados em solos graníticos decompostos de onde vem seu nome. Vinho marcado por aromas florais de violetas, frutas vermelhas maduras, especiarias, ervas aromáticas e tostado bem integrado. Boca sedosa com ótima acidez, taninos finos, harmonioso, final floral e frutado. Ótimo custo benefício
Avaliação 3 *

14 de ago de 2018

Paul Hobbs e seus Cobos



Para nosso prazer já está virando praxe todos os anos Paul Hobbs vir ao Brasil para promover seus vinhos. Desta feita recebi o convite da Grand Cru que importa sua linha de vinhos Cobos. O evento deste ano foi mais amplo do que os anteriores contando com a presença da mídia especializada, além dos formadores de opinião e um grande número de sommeliers e donos de restaurantes. Este verdadeiro  “One man show”  entreteve este amplo público contando sua história desde a  infância como filho de fazendeiro, até hoje, um dos mais renomados enólogos do mundo e sócio proprietário de vinícolas como a Cobos que iniciou suas atividades em 1998 na Argentina, a Paul Hobbs Winery, e a Cross Barn nos EUA. Paul também deixa sua marca através da linha Crocus em Cahors na França, Yacoubian-Hobbs na Armênia, e em breve com seus novos projetos  New York Finger Lakes , e na Galicia na Espanha.

Durante nosso encontro tivemos a oportunidade de provar 4 vinhos:

- Bramare Los Arbolitos Chardonnay 2006 - Palha indo para dourado. Nariz complexo com frutas azedas, mineral, leve cítrico. Ótima acidez, fresco, corpo médio, final de boca com abacaxi maduro, leve manteiga, e baunilha. Um vinho com olfativo limpo e direto e boca mais untuosa e senhoril, agradou demais.

- Bramare Chañares Cabernet Franc 2015 - Rubi extra tinto, sem halo. Frutas negras frescas hortela. orégano, grafite, sangue, especiarias, e alcaçuz. Ótima acidez, taninos finos ainda presentes, corpo médio, retrogosto frutado, café e tinta nankim. Um vinho surpreendente , para os apreciadores do estilo de vinho mais direto,um dos meus destaques


- Bramare Chañares Malbec 2015 – Violáceo  extra tinto sem halo. Floral, framboesa, chocolate, e tostado. Alta acidez, corpo médio taninos delicados e resolvidos, final muito fresco com toque e café. Um vinho mais pronto e fácil de beber do que o anterior mas de muita qualidade

 Cobos Chañares Malbec 2014 - Rubi e violáceo extra tinto sem halo. Mineral, toque floral, frutas negras, menta, tostado. Ótima acidez, taninos finos empoeirados, corpo médio, retrogosto cereja no licor e alcaçuz. Um vinho com muitas camadas aromáticas, mais estruturado, com tremendo potencial de guarda.

Os vinhos de Paul desmentem a fama dele ser um produtor que interfere demais no processo. Seus vinhos, elaborados com leveduras naturais, colheitas noturnas são caracterizados por um perfeito balanço entre acidez, taninos e álcool, aromaticamente limpos com muita fruta e toques terciários. Claro que no passado seus vinhos também foram muito mais alcoólicos e marcados pela madeira, como  a maioria dos grandes vinhos  daqueles tempos, mas estamos em um novo momento , quem duvidar prove este Cabernet Franc!

6 de ago de 2018

Os Abatidos 40 – Frontaura Crianza 2005



28 de Julho de 2018

Variedade:  Tinta del Toro

Origem:  Espanha - Toro

 Importador: Não sei quem está importando momento, no passado era trazido pela Vinissimo. Na internet encontrei o vinho na Vinheria 9

 Preço: R$ 240

Detalhes- Esta vinícola é proprietária do Palacio Frontaura Victoria um edifício majestoso datado de 1574 por eles restaurado, localizado na cidade Toro. Possui 120 hectares de vinhedos plantados a 645 metros acima do mar com a variedade Tinta del Toro nome dado localmente a Tempranillo. O exemplar provado foi elaborado com 100% de Tinta del Toro, passando por 14 meses de guarda em barricas francesas. Granada média concentração, halo de evolução presente. Olfativamente maduro com frutas vermelhas com ligeira evolução, coco, baunilha e eucalipto. Boca deliciosamente pronta acidez correta taninos domados corpo médio para longo e final confirmando o nariz. Um vinho redondo, pronto delicioso, mostrando que bons tempranillo aguentam bem guarda.

Avaliação 3 *