9 de mar de 2017

No evento da IVDP minha homenagem ao dia internacional da mulher



Ontem tive o prazer de participar de um jantar oferecido pelo IVDP para a mídia especializada em vinhos de São Paulo. Como sempre um evento muito bem organizado e com grandes vinhos que reforçam cada vez mais o Douro e mantém o Porto como as grandes origens de vinhos de Portugal. Para confirmar o que digo, vejam a relação dos vinhos provados:

Quinta de La Rosa Branco 2014

Poças Reserva Tinto 2014

Vale D. Maria do Vinha do Rio Tinto 2014

Batuta Niepoort Tinto 2014

Crochet Tinto 2013

Poeira Tinto 2011

Porto Vista Alegre 40 anos

Kopke Colheita 1978

Krohn Porto Vintage 1965

Como não poderia deixar de ser a prova dos Portos evoluídos foi uma festa para todos os presentes, com meu destaque ficando para o maravilhoso Kopke Colheita 1978, absolutamente perfeito.

 
 
Já entre os vinhos do Douro uma prova para antecipar o potencial dos participantes  afinal eram todos vinhos de guarda e que certamente irão precisar de no mínimo mais 5 anos de garrafa para atingirem seu momento ideal de consumo. Entre eles ainda não havia provado o Poças e o Crochet, e foi neste último que ficou meu coração exatamente no dia internacional da mulher, visto este vinho é elaborado por duas jovens enólogas, a espanhola Susana Esteban que tem longo caminho percorrido em Portugal junto a Quinta do Cotto,e Quinta do Crasto no Douro, e Tiago Cabaço, Herdade do Barrocal, Monte dos Cabaços e Monte da Raposinha no Alentejo, e da portuguesa Sandra Tavares da Silva enóloga da Quinta Vale Dona Maria junto a Christiano Van Zeller, e posteriormente da Wine and Soul onde elabora os maravilhosos  Pinta e Guru , junto com Jorge Serôdio. Hoje a vinícola Esteban & Tavares Vinhos – Lda produz  vinhos tanto no Douro ( Crochet) como no Alentejo ( Tricot) , o Chochet que provei era um da safra 2013, um corte com 60% Touriga Franca, 40% Touriga Nacional , com produção de apenas 4 mil garrafas ano, vinificação em cubas de inox com maceração pós fermentativa, estágio  de 18 meses em barricas de carvalho francês sendo  40% novas e 60% de segundo uso, e 14,5% de álcool.Importado no Brasil pela Adega Alentejana e que tem preço de venda ao consumidor final de R$ 454 por garrafa.
 

Fica aqui então minha homenagem à todas as mulheres pela passagem de seu dia!

 Crochet 2013 – Violáceo, extra tinto, sem halo de evolução. Olfativamente  complexo, mas muito delicado, destacando sua alta mineralidade , que suaviza as frutas negras , e o aroma floral que lembra violetas. Na boca macio, fresco, com taninos muito finos e já resolvidos, e  final de boca longo . Um vinho elegante já pronto para consumo, mas que vai ganhar ainda mais predicados com alguns anos de garrafa.

Parabéns ao IVDP por mais este evento

Nenhum comentário:

Postar um comentário