18 de jul de 2016

Vin D’Ame expande seu portfólio


A Vin D’Ame já está completando um ano de vida e está aí viva e forte para aqueles que duvidavam de sua permanência neste competitivo mercado de vinhos importados que se tornou o Brasil. O principal motivo desta duvida foi o difícil momento econômico que a empresa começou seus negócios assim como as principais origens com a qual eles iniciaram seu portfólio , especialmente os vinhos alemães que junto com a Itália dominam predominam na lista oferecida a seus clientes. Neste mês Michael Schutte simpático proprietária da importadora apresentou sua lista de vinhos espanhóis que já começaram em grande estilo com exemplares da  Rioja, Ribera Del Duero,  Bierzo, Navarra, Salamanca e Utiel Requena , mas Michael já promete mais para breve , com mais rótulos italianos agora das regiões de Marche, Toscana, Emilia Romagna, Liguria e Puglia , além de chilenos de Maipo, Bio Bio e Casablanca. Mas vamos concentrar nossa atenção nos espanhóis provados na semana passada:
Bodega Nuevos Vinos Terraplen 2015- Navarra – RS 69
Bodega Sierra Norte Passion de Bobal 2013 – Utiel Requena – R$ 129
Bodega Valdelana, Baron Ladron de Guevara Cosecha 2015 – Rioja – R$ 89
Bodega Valdelana Baron Ladron de Guevara Crianza 2013 – R$ 119
Bodega Valdelana Baron Ladron de Guevara Vino de Autor 2011 – R$ 209
Bodega Convento de Las Claras 2013 – Ribera Del Duero 2013 – R$ 189
Bodega Convento de Las Claras Heritage 2011 – Ribera Del Duero - R$ 339
Bodega La Zorra 2013 – La Zorra - Salamanca – R$ 169
Bodega La Zorra 2013 – La Vieja Zorra – Salamanca – R$ 255
Bodega Luzdivina Amigo 2014 – Viñademoya – Bierzo – R$ 129
Bodega Luzdivina Amigo 2010 – Baloiro Reserva – Bierzo – R$ 229



Realmente um belo painel com vinhos indo de alguns simples para o dia a dia e de outro complexos para os amantes dos bons vinhos, vamos a meus destaques: 


Terraplen Garnacha 2015 – Varietal 100% Garnacha sem passagem por madeira e 13,5% de álcool Violáceo, ralo, sem halo. Olfativamente vinoso,  morango,  leve menta. Boa acidez, delicado, taninos leves, corpo curto, final de boca frutado lembrando vinhos elaborados pelo processo de maceração carbônica. Um vinho muito simples mas com ótima relação qualidade preço , vai ser sucesso. Nota  86/100






Baron Ladrón de Guevara Cosecha 2015 – Corte de 95% Tempranillo e 5% Viura sem passagem por madeira e 14% de álcool - Violáceo, ralo, sem halo. Frutas negras, framboesa, jaboticaba, e ervas aromáticas. Na boca, boa acidez, taninos delicados ainda presentes, bom corpo, retrogosto frutado confirmando os aromas do nariz. Um vinho suculento sem presença de madeira, fácil de beber mas com maior meio de boca. Muito gostoso Nota 88/100






Convento de Las Claras  Heritage 2011 -  Varietal 100% Tempranillo com 16 meses de barricas sendo 75 % francesas e 25% americanas com 15% de álcool. Violáceo extra tinto sem halo. Nariz mais  austero frutas negras frescas, violetas, eva doce, vinoso, e delicado tostado. Na boca ótima acidez, taninos finos, encorpado, ponta de álcool, retrogosto frutado e tostado. Vinho complexo já mostrando para o que veio mas que deverá tingir seu ápice com pelo menos mais 4 anos de garrafa . Compre e guarde. Nota 91/100





 La Zorra 2014 – Corte com 50% de Rufete e 50% de Tempranillo com 6 meses de barrica e 14% de álcool - Violáceo, ralo, sem halo. Frutas negras maduras herbáceo, anis, floral, e especiarias. Na boca ótima acidez, taninos finos, elegante, corpo médio, retrogosto frutado. Um vinho mais delicado bem equilibrado. Foi o que me deu maior prazer em tomar Nota 90/100







 Boloiro Riserva 2009  - Varietal 100% Mencia com 15 meses de barricas francesas e 15% de álcool - Rubi alta concentração sem halo. Frutas vermelhas confitadas, tostado, e floral intenso. Ótima acidez, balanço de boca perfeito, corpo médio, retrogosto frutado. Um vinho mais maduro, que primou pelo equilíbrio  Nota 89/100








Desejo ao Michael sucesso em esta sua nova empreitada!

Vin D’Ame - Site  - http://vindame.com.br – Fone (011) 2384 6946

Nenhum comentário:

Postar um comentário