7 de abr de 2016

Fique de olho no Selene um argentino de classe

Douglas Silva

Meu primeiro contato com o vinho Selene ocorreu durante os trabalhos de seleção dos TOP 5 do Encontro de Vinhos São Paulo no qual participei como jurado. Sempre ao final da prova que é feita as cegas busco saber quis os vinhos que mais me agradaram, e dentre eles apareceu o Selene Malbec 2014, mesmo sem saber que este era seu vinho de entrada e nem o preço de venda. Ontem tive a oportunidade de almoçar com Douglas Silva, brasileiro e proprietário da marca e dos vinhedos que geram estes  vinhos na Argentina. Os Selene são elaborados por José Manuel Ortega Fournier respeitado produtor que tem vinícolas na Argentina, Chile e Espanha que já foi capa da minha antiga revista Free Time a 6 anos atrás. Lembro que durante nossa  entrevista ele me dizia que além da vinícola, estava vendendo lotes que seriam  transformados em vinhedos e que seus proprietários poderiam posteriormente utilizar sua estrutura para elaborar vinhos com suas próprias  marcas. Douglas foi um daqueles que acreditaram no sonho do Fournier e hoje colhe os frutos do investimento elaborando seus vinhos na Bodega O Fournier  na região do Valle de Uco em Mendoza, mas sempre buscando ter sua própria identidade na determinação do estilo de vinho a ser produzido.
A Selene traz para o mercado brasileiro três rótulos: Selene Malbec 2014: Um varietal 100% Malbec, entrada de linha com curta passagem de 3 meses por barricas e mais um ano de guarda em garrafa antes de ser colocado no mercado, vinho que me agradou muito pelo frescor, boa estrutura e muito fácil de beber, vendido por aqui por R$ 84 , Selene Reserva 2010: um corte de quatro castas (Malbec, Tempranillo, Carbenet Sauvignon e Touriga Nacional) envelhecido por 12 meses, que não posso comentar por não conhece-lo, mas que foi o sucesso de vendas durante o Encontro de Vinhos a R$ 135, e finalmente o 
Gran Selene Malbec 2010: um varietal 100% Malbec elaborado com as melhores uvas de seus vinhedos com passagem de 20 meses por barricas francesas, que foi o vinho provado durante nosso almoço mostrando alta complexidade olfativa acompanhada de uma gostosa acidez, taninos empoeirados, boa estrutura, longo, e com um final de boca frutado e muita elegância, e uma evolução na taça digna dos grandes vinhos. R$ 179. Garanto que uma horinha de decanter após abertura da garrafa fará uma diferença enorme quando você for tomar o seu Gran Selene. Certamente um bom exemplar para aqueles consumidores cansados da varietal por considerarem a mesma muito redondinha sem presença marcante de taninos e pouca acidez. 
Parabéns ao Douglas pelo pioneirismo!

Para adquirir os rótulos a Selene procure a VinoMundi: http://selenevinhos.com.br/comprar-vinhos-selene.


Selene Vinhos : Site: http://www.selenevinhos.com.br  - Fone: (011) 98697-1632 

Nenhum comentário:

Postar um comentário