12 de jan de 2016

Pois Pois 3 hora e vez do Dão


 A zona do Dão situa-se na região da Beira Alta, no centro norte de Portugal.  É uma região  montanhosa, e os vinhedos se encontram entre os 400 e 700 metros de altitude. O solo predominante é xistoso, ou granítico de pouca profundidade. O clima é marcado por Invernos  frios e chuvosos , e verões  quentes e secos. Tal como a Bairrada os produtores tem pequenas áreas, e  por muito tempo reuniam suas forças em cooperativas que produziam o vinho que era posteriormenteprémio Nobel, José Saramago, declarou a sua paixão pela região do Dão ao afirmar: “Tudo nestas paragens são grandezas”. vendido as grandes empresas engarrafadoras, e tavés isto explique o porque de poucas marcas famosas na região. Mas será que isto realmente  importa? Quem gosta de vinhos gastronômicos certamente é apreciador  desta região, alguem muito importante me faz compania nesta paixão, o prémio Nobel, José Saramago, declarou a seu amor pela região do Dão ao afirmar: “Tudo nestas paragens são grandezas”. 

Nas  castas  tintas a Touriga Nacional, tem papel fundamental, sendo para mim o melhor  terroir para esta casta, com seus aveludados exemplares, sendo seguida pela Afrocheiro, Jaen, Aragonez , e Rufete, enquanto entre as brancas destacam-se a Encruzado ( em minha opinião o grande achado dos últimos anos nas variedades brancas) ,  Bical, Cercial Branco, e Malvasia Fina. Nossa programação nesta região foi concentrado em uma grande prova no Solar do Dão sede da Comissão Vitivinícola Regional do Dão, localizado na cidade de Viseu  com a presença de 9 produtores que gentilmente e pontualmente  nos apresentaram seus principais vinhos seguidos de um almoço caseiro com deliciosas comidas típicas da região, que de tão intenso  me “forçou” a  dormir na van quando saimos de lá para o Douro.Gente como se come e bebe bem em Portugal.  
Vamos às vinícolas presentes e seus destaques:

 Quinta da Falorca – T-Nac 2010 – Varietal 100% Touriga Nacional - Distribuido no Brasil pela World Wine - Vinho mais estruturado do que o padrão da região mas com um balanço de boca delicioso. Violetas , frutas negras maduras e menta dominam se olfativo . No Brasil pode ser encontrado a R$ 178










Vinícola de Nelas -  Quinta das Estémuas Touriga Nacional 2008. - Varietal 100% Touriga Nacional Distribuido no Brasil pela Grand Cru - Um vinho muito delicado com nariz marcado por aromas florais, frutas negras, leve chocolate e mineralidade. Na boca elegante, daqueles que a a garrafa esvazia facilmente. No Brasil custa  R$ 205










Quinta do Carvalhão Torto - Encruzado 2014. - Varietal 100% Encruzado - Distribuido no Brasil pela Mr Man - Tremendo branco, complexo no nariz com frutas amarelas lembrando manga, toque delicados de frutas cítricas e muita mineralidade. Na boca direto fresco como todo o bom branco precisa ser . Não encontrei o preço no catalogo da Mr Man.










Quinta do Perdigão - Afrocheiro 2009 – Varietal 100% Adrocheiro -  Distribuido no Brasil pela Mistral - Um vinho mais tradicionalista com aromas de cerejas já com ligeira evolução, couro e tabaco. na boca elegante fácil de beber prontissimo que em momentos lembra um bom Pinot Noir . No Brasil custa R$ 350 nestes dias em promoçao por 227










Quinta Ponte Pedrinha – Quinta Ponte Pedrinha Reserva 2011 – Corte com 35% Touriga Nacional, 30% Tinta Roriz, 20% Afrocheiro, e 15% de Vinhas Velhas - Distribuido no Brasil pela Mistral - Olfativamente marcado pelas frutas vermelhas confitadas,delicado tostado e presença de especiarias doçes como canela e cravo. na boca, ótima acidez mas taninos ainda não prontos, vinho que promete muito mas precisa de mais tempo de garrafa. No site da Mistral encontrei a safra de 2005 que deve estar pronta a preço de R$  212 em promoçao por 138










Sogrape – Quinta dos Carvalhais Garrafeira 2014 – Corte com Touriga Nacional , Tinta Roriz  e Alfrocheiro  -  Distribuido no Brasil pela Sogrape - Mais um ótimo exemplar desta maravilhosa uva branca do Dão que a cada dia mais me encanta , olfativamente com aromas cítricos minerais e florais, na boca untuoso mas ao mesmo tempo sedoso com bom peso e final de boca marcado pelo marzipan. Preço no Brasil R$ 225











Quinta Mendes Pereira – Encruzado  Reserva 2012 – Distribuido no Brasil pela Reserva Importadora - Um vinho mais estruturado para os apreciadores de de vinhos novomundistas , mas que mostrou um nariz complexo com frutas amarelas,maduras toques minerais . Na boca potente ainda não pronto mas com potencial de guarda . Nao encontrei o preço de venda no Brasil mas não deve ser barato pois custa Euros 14 em Portugal.










Quinta das Camélias – Quinta das Camélias Reserva 2010  - Corte  elaborado com Touriga Nacional, Afrocheiro e Jaen - Distribuido no Brasil pela Casa do Vinho - Mais um vinho com estilo mais tradicionalista, mais simples e fácil de beber. Violetas e balsâmico no nariz e boca elegânte com tudo no lugar e persistência média. No Brasil custa R$ 74










Dão Sul – Cabriz Reserva  2012 – Corte elaborado com Touriga Nacional .Tinta Roriz , e Alfrocheiro  - Distribuido no Brasil pela Interfood - Vinho de caracteristica mais auster com frutas negras maduras, a tradicional violeta e delicado tostado. Na boca bem equilibrado co persistencia média e final de boca muito agradavel. No Brasil custa R$ 129










Caminhos Cruzados – Titular Tinto Reserva  2013 – Corte elaborado com Touriga Nacional, Alfrocheiro , e Tinta Roriz – Sem distribuição no Brasil - Mais um típico exemplar de Touriga Nacional com aromas de violetas e um mix de frutas vermelhas e pretas , e muito leve tostado. boca elegante , harmoniosa, e gastronômica. Agradou. Sempreço no Brasil . Em Portugal Euros 7 









Agradecimento especial a nossa guia Sonia Vieira por fazer tudo funcionar dentro do tempo programado de uma maneira bem descontraida o que incluiu conversas com todos os produtores e degustação de mais de 30 vinhos estipulado no programa em uma hora e meia. Me agradou muito também a postura dos produtores entre sí, não mostrando aquela competitividade comum em todos os segmentos de negócio, pelo contrario, um ajudando ao outro a divulgar os produtos de sua região . Orgulho pelo seus vinhos sim, concorrencia negativa não ! Afinal este mundo tem espaço para todos especialmente quando o vinho e tão bom quanto o Dão !

Nenhum comentário:

Postar um comentário