29 de jan de 2014

Mas que calor






O incrível calor que tem feito nas últimas semanas tem feito muito apreciador de vinhos apelar para as cervejas geladas, e devo admitir que na hora do aperto eu também acabo tomado uma ou outra. Mas realmente já passei da fase das cervejas industrializadas e normalmente acabo quase sempre achando um vinho mais básico para substitui-las afinal devemos curtir o que realmente gostamos. Dentro desta classe de vinhos mais simples e fáceis de beber existe um que me marcou desde os primordios das importações brasileiras de vinho : O famosos vinhos verdes que por muito tempo eram uma das poucas alternativas que tinhamos para acompanhar os pratos portugueses e que muitos o citaravam como vinho perfeito para acompanhar o bacalhau com o que eu definitivamente não concordo. Mas o vinho verde sempre combinou muito com o clima brasileiro tendo o papel de refrescar nossos dias mais quentes. 
Nesta semana aproveitando este calor que literalmente nos derruba decidi abrir um Moinho Velho 2011 elaborado pela Quinta do Vilainho. Vamos a ele: Palha verdeal, brilhante, com presença de bolhas. Olfativamente marcado por aromas cítricos, minerais e leve herbáceo. Na boca leve, alta acidez, presença forte de agulha, corpo curto, e final de boca bem fresco e seco. Um vinho que chamo de beira de piscina, fácil de beber e muito refrescante. Importado pela Malbec do Brasil – Fone 011 3274 1360 que custa R$ 37 a garrafa

Nenhum comentário:

Postar um comentário