5 de dez de 2013

Tomamos as tranqueiras da adega





A confraria Taninos no Tucupi se reune a cada dois meses sempre no imbatível Restaurante Tordesilhas da chef Mara Sales tendo como objetivo principal harmonizar vinhos com as brasileirissimas comidas de nossa querida Mara. Mas a reunião de ontem foi apenas de comemoração, e para tanto convidamos companheiras e companheiros e decidimos apenas degustar 10 vinhos às cegas mas sem preocupação maior em checar as harmonizações. Nosso eterno confrade “’ provocator”  Maurice Bibas escolheu o tema “Tranqueiras” que nada mais é do que levar aquele vinho que temos na adega que sempre pensamos duas vezes antes de levar , seja pela idade, seja pela orígem ou seja pelo seu corte fora do padrão normal. A idéia foi de levarmos o “Tranqueira” e uma garrafa reserva caso o titular não estivesse em condições de consumo, e assim fizemos. O resultado e que todos estavam potáveis e mais do que isto nos deram muita satisfação aos presentes . Abrimos a note com Um espumante Cave Giese Terroir e um franciacorta Lo Sparviere, trazidos respectivamente pelo Agilson e por Walter  e terminamos com dois Ice Wines fantásticos oferecidos pelo Ivo.

Nosso grupo ontem contou com a presença de Cris Couto, Agilson Gavioli, Mauricio Tagliari, Maurice Bibas,Ralph Schaffa, Ivo Ribeiro, e Walter Tommasi . Vamos agora para os vinhos por ordem de serviço  
1)    De Lucca Marsane 2006 – Canellones Uruguai - 13,8 de álcool  – 5º  lugar pela média de notas do grupo
Citrico, mineral, floral, grama cortada , e pêssego. Acidez média, redondo, álcool ok, retrogosto frutado e ligeira erva, integro, salgadinho.  Trazido por Walter Tommasi - Minha nota 88 – Nota do Grupo 88,1

2) Boticelli Cabernet Sauvignon 1988 - Vale do São Francisco  Brasil – 3º lugar pela média de notas do grupo.
Ambar, ralo, halo intenso de evolu,cão. Ameixa, tostado, herbáceo, Acidez contida, taninos delicados corpo curto , bom balanço mas a perdeu a vivacidade Trazido por Maurice Bibas - Minha nota 87 – Nota do Grupo 88,6






3) Primitivo di Manduria Rosso Pervini 1997 – Puglia Itália – 14% de álcool - 4º lugar pela média de notas do grupo.
Ambar, ralo, halo intenso. Hervas escuras, floral, pimenta, terra molhada.  Boa acidez, taninos presentes, corpo médio, rústico, vivido, boca muito boa melhor do que o nariz. Trazido por Cris Couto  - Minha nota 88 – Nota do Grupo 88,2

4) Gavioli Sangiovese 2000 – Puglia Itália - 12,5% álcool –5º  lugar pela média de notas do grupo.
Ambar, média concentração, halo de evolução. Herbáceo, ameixa, austero, tostado, terroso. Ótima acidez, tânico, austero, bom corpo, retrogosto frutado, ameixa, toque  terroso. Trazido por Agilson Gavioli  - Minha nota 90 – Nota do Grupo 87,5

5) Grand Utopia 2008 Quinta Santa Maria - Brasil – Corte de Cabernet Sauvignon e Merlot -  13,8% de álcool,  IVO – 9º  lugar pela média de notas do grupo.
Rubi, alta concentração, halo de evolução. Frchado, frutas negras frescas, baunilha, tabaco, final herbáceo. Alcoolico, potente, encorpado, tipico novo mundo. Não pronto. - Trazido por Ivo Ribeiro  - Minha nota 86 – Nota do Grupo 86,8

6) Acrata Tinta del Vale  2006  Ensenada México - 13,2 álcool - Garnacha e Durif – 6º  lugar pela média de notas do grupo.
Granada média concentração, halo de evolução. Fechado, frutas negras , figos, couro, herbáceo. Acidez baixa, alcoolico, taninos ok, encorpado, exalando alcool, final de boca frutão, picante. Trazido por Ralph Schaffa  - Minha nota 87 – Nota do Grupo 87,3

7) Chateau Larose Trintaudon 2000 - Haut Medoc França - Álcool ? – 60% C Sauvignosn 40% Merlot - Maurice – 10 lugar pela média de notas do grupo.
Granada, alta concentração, halo de evolução. Herbáceo, incenso, frutas negras, especiarias, pimenta. Boa acidez, alcoolico, taninos ok, encorpado, potente, retrogosto com  frutas e tostado - Trazido por Maurice Bibas  - Minha nota 87 – Nota do Grupo 86,5


8) Chateau de La Tuilerie Cuvée Eole Red 1997 - Costier de Nimes  França – 13% de álcool Varietal 100% Syrah - 1º lugar pela média de notas do grupo.
Granada indo para ambar. Café, frutas negras, herbaceo seco, chocolte, alcaçuz , toque de azeitona preta. Na boca, boa acidez, taninos finos, elegante, retrogosto frutado e tostado. -  Trazido por Mauricio Tagliari - Minha nota 89 – Nota do Grupo 89,25






9) Navarro Correa Colecction Privada 1981 -Corte de Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Merlot Mendoza Argentina 13% de álcool –2º lugar pela média de notas do grupo.
Ambar, ralo, halo intenso, Vermute, cafe, madeira velha, terroso, licor de cafe. Ns boca muito vivo, alta acidez, taninos finos, corpo médio, retrogosto confirmando o  vermute e café - Trazido por Walter Tommasi  - Minha nota 89 – Nota do Grupo 89





10) Do Lugar Cabernet Franc 1991 – Vale dos Vinhedos Brasil álcool ? – 7º  lugar pela média de notas do grupo.
Granada ralo halo intenso. Austero ja perdeu as frutas, boa acidez taninos finos corpo leve retro agradavel mas falta fruta. -  Trazido por Maurice Bibas  - Minha nota 87 – Nota do Grupo 87,3

Bem agora só falta esperar nosso primeiro encontro de 2014

2 comentários:

  1. Grande Walter,

    "Brincadeira" interessante essa a de vocês, e sempre com surpresas mais interessantes ainda. Legal você compartilhar com a gente este tipo de "eventos".

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Pois é Victor gostamos tanto que logo logo nos animaremos a fazer um remake. É surpreendente como vinhos que davamos muito pouco valor com o passar dos anos mostraram sua alta qualidade e seu potencial de guarda. Realmente fantástico.

    ResponderExcluir