22 de jul de 2013

Paul Hobbs é o cara

Walter Tommasi e Paul Hobbs 


Paul Hobbs é certamente um dos mais destacados winemakers da atualidade e seu longo caminho até o topo foi marcado por arrojo, foco e criatividade. Formado pela Universidade de Davis, passou por grandes produtores como a Moet Chandon, a  Robert Mondavi, a Opus One, mas foi na Argentina onde foi responsável  por transformar a Catena no mais premiado produtor local e que Hobbs  realmente brilhou. Hoje Paul além de ter sua própria vinícola nos EUA que é tema deste post , também é sócio e criador de um dos melhores Malbec produzidos na atualidade o  ícone “Cobos”, e não para por ai visto dar consultoria a uma outra infinita série de vinícolas no mundo inteiro.

A Paul Hobbs Vineyard nasceu nos anos 1990 tendo como base as uvas de  de alguns vinhedos altamente qualificados escolhidos a dedo pelo próprio Paul que se encarregou de fazer os acordos de compra das uvas a longo prazo , politica que é adotada até hoje com os mesmos próprietarios visto o gerenciamento destas área continuar a ser  feito exclusivamente por Hobbs e sua equipe. Claro que com o passar do tempo ele  acabou adquirindo agumas áreas como : Ellen Lane , Edward James, Ross Station , Katherine Linsay  todos na região de Russian River , e Nathan Coombs em Napa Valley . A idéia de ter pequenos vinhedos vem de encontro com a filosofia não intervencionista de Paul de explorar ao máximo o terroir das regiões onde ele atua, sendo todos os seus vinhos produzidos com leveduras  indigenas, sem filtragem , e com o menenor intervenção  possivel nos processos agonômicos e de produção.
A vinícola produz hoje 20 diferentes rotulos de vinhos  dos quais em nosso encontro  tivemos o prazer de provar  5 os quais descreverei abaixo:

Adicionar legenda
Paul Hobbs Chardonnay Russian River 2009 – 14,2% de álcool.  Elaborado com uvas dos seus diversos vinhedos de Russina River, fermentado em barricas por  3 a 5 meses, com malolatica feita ainda em barrica e maturação de  11 meses em barricas francesas sendo  45 pct novas, sem filtragem . - Dourado, brilhante. Abacaxi, mineral, toque cítrico,leve lácteo, ligeiro sottobosco. Boa acidez, redondo, ponta de álcool, final de boca estruturado, com muita fruta que me lembra pêssego e abacaxi maduro.  Um vinho redondo,com grande  estrutura.  – R$ 250 Nota 89/100


Paul Hobbs Pinot Noir Russian River Valley 2010 -14,4% de álcool -  Elaborado com uvas dos seus diversos vinhedos de Russina River, e maturação de  11 meses em barricas francesas sendo  45 pct novas, sem filtragem. Utiliza em média 15 pct de engaços  durante a elaboração. Rubi violáceo, boa concentração, sem halo. Cereja azeda, pimenta, e couro.Macio, ótima acidez, taninos finos ,corpo médio, retro furtado e sottobosco. Um vinho com muita personalidade e altamente gastronômico. -  R$ 270 -  Nota  90/100




Crossbarns Cabernet Sauvignon  Napa Valley 2005 – 14,6% de álcool , com passagem de 18 meses em barricas francesa e americanas sendo 23 % novas. - Rubi, extra tinto, leve halo. Olfativamente com  cassis, couro, pimenta, leve terroso e menta. Ótima acidez, taninos presentes, estruturado, alcoólico, final de boca bem furtado com ligeiro amargor. Vinho que ainda apresenta sinais de juventude mesmo com 8 anos de garrafa, um pouco mais rustico com taninos ainda fortes se comparado aos outros vinhos servidos.  - R$ 200 – Nota 88/100




Paul Hobbs Cabernet Sauvignon Napa Valley 2005 –Corte de 94% Cabernet Sauvignon e 6% de Cabernet Franc, 14,9% de álcool com passagem de 20 meses em barricas francesas sendo 56% novas.  - Rubi alta concentração, leve halo.  Austero, frutas negras, couro, floral, menta, muito limpo. Tripé perfeito, macio, sedoso, elegante, suculento, retrogosto bem furtado, álcool ok. Um vinho limpo, leve muito fácil de beber e entrando em seu auge . R$ 400 – Nota 92/100





Paul Hobbs Cabernet Sauvignon  Beckstoffer Dr Crane Vineyard 2006 -15,1% de álcool, e passagem de 20 meses em barricas francesas novas. - Rubi violáceo, alta concentração, sem halo. Austero, sottobosco, cassis , cereja, grafite, violetas e ponta de terçarios. Ótima acidez, taninos presentes, bom corpo,sem presença aparente de  álcool em excesso,  retrogosto frutado com  alcaçuz. Certamente um dos melhores terroir de Hobbs , muita estrutura, um  vinhaco que ainda precisa de descanso em garrafa. -  R$ 800 – Nota 94/100





Meus agradecimentos  ao Ciro Lilla pelo convite desta deliciosa noite.

MISTRAL – Site www.mistral.com.br  - Fone (011) 3372 3400

Paul Hobbs – Site www.paulhobbs.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário