12 de jun de 2013

Epicerie um novo conceito na venda de vinhos

Ari, Natália e Thaís 

Estive ontem em uma apresentação nos escritorios da “Epicerie” uma promissora empresa de E- Commerce que promete revolucionar o mercado de vinhos no Brasil. O foco principal  da empresa e de oferecer ao comprador final vinhos de boa qualidade a preços tentadores em ,várias promoções relampago, onde os descontos vão de 15 a 40 %  abaixo do preço de lista destes vinhos. A empresa tem capital  e apoio da Project A no Brasil e foi idealizada por Ari Gorenstein  tendo como sócia Thaís Felipelli. A meta da Epicerie e dentro de 12 meses ser o segundo player do segmento logo atrás da Wine.com. Seu público alvo  está dentro da faixa etária de 25 a 45 anos  , seu prazo de entrega é de 12 dias e as ofertas são estabelecidas normalmente para durar uma semana , muitas vezes feitas com tema específico, como exemplo “Jantar Romantico”etc etc . A empresa não importa vinhos e tem como principais fornecideores alguns  importadores como a Inovini, Ravin, Viníssimo, e outras .

Durante a apresentação foram servidos alguns vinhos que estão atualmente em promoção que destaco abaixo:

Terres Berne Rose 2011  Provence, França – Importador Da Confraria – De  R$ 89,00 por R$ 71,00
Dog Point Sauvignon Blanc 2009 – Marborough, Nova Zelândia – Vinissimo – De R$ 158,00 por R$ 103,00
Chateau de Rausset 2010 – Beaujolais, França – Da Confraria – De R$ 84,00 por R$ 63,00
Shannon Rockview Pinot Noir 2008 – Elgin, África do Sul – Importadora ? – De R$ 110,00 por R$ 88,00
Louis Latour Valmoissine Pinot Noir 2010 – Provence, França – Inovini – De R$ 99,00 por R$ 84,00
Sabbiato Bolgheri 2008 – Toscana, Itália – Da Confraria – De 169,00 por R$ 127,00

Conheça a Epicerie  - www.epicerie.com.br


Sucesso !!!!!

2 comentários:

  1. Na minha opinião é aquela velha tática de jogar o preço lá pra cima para ficar parecendo que é um descontao, mas no fringir dos ovos sao todos vinhos caros!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Eduardo obrigado pelo seu comentário
    Infelizmente os preços no Brasil estão realmente inflacionados, vale para vinho, roupa, carros enfim quase tudo, culpa das pesadas taxações. Quanto aos novos modelos de comercialização como é o caso aqui eles só se sustentam se os descontos forem reais e os vinhos de boa qualidade vamos torcer para que o modelo funcione e traga as reais vantagens aos consumidores finais !

    ResponderExcluir