19 de abr de 2013

PINGUS de Ouro


A criação e seu criador


Nesta 4ª feira estive  com o produtor  dinamarquês Peter Sisseck  que revolucionou a Espanha criando um  novo ícone da Ribera del Duero, o badalado Pingus. O convite da importadora  Grand Cru teve como objetivo divulgar  o  lançamento  do Dominio de Pingus  PSI 2010, aproveitando a vinda do seu criador ao Brasil. O PSI será o terceiro vinho da casa com um apelo mais comercial do qual serão produzidas 200m garrafas ano comercializadas por aqui a R$ 193,00. Lembro que seu segundo vinho o Flor de Pingus tem produção de 70 mil garrafas que são vendidas a R$ 482,00, enquanto o Pingus tem produção de apenas 6 mil garrafas que custam a “bagatella” de  R$ 4.500,00. Vamos aos descritivos dos 3 vinhos:

PSI 2009 - O vinho tem aquele apelo mais modernista, mas é muito elegante, não e super extraido,  alcoolico, e muito menos amadeirado. Aromaticamente delicado com toques  florais (flores secas) e de frutas vermelhas trazendo uma pontinha de oregano. Na boca, elegante, fresco, com retrogosto marcado pelas frutas acompanhadas por toque de especiarias como pimenta e canela. Nota 90/100






Flor de Pingus 2009 – Um vinho mais robusto, violáceo, alta concentração de cor, sem halo. Olfativamente intenso, cereja no licor, azeitona, couro, leve cacau, e bala de cevada. Na boca, redondo , estruturado, taninos finos ainda não totalmente prontos,  redondo, ponta de álcool, retrogosto frutado com toque tostado e de cacau.  Nota 92/100







Pingus 2009 – Violáceo, alta concentração, sem halo. No nariz com muitas camadas aromaticas, Predominância mineral, grafite, frutas negras frescas, floral, couro, toque terroso, e ligeiro tostado. Na boca ótima acidez, taninos empoeirados, bom corpo, com pontinha de álcool oriundo de sua juventude e final de boca muito agradavel . Um vinho realmente diferenciado mas ainda fora de sua janela ideal de consumo que estimaria em pelo menos mais uns 8 a 10 anos , mesmo assim uma experiência  única  Nota 95/100.





 Como voces podem ver sou muito mais econômico em termos de notas do que a equipe de degustação do Robert Parker para a Espanha que concedeu a estes vinhos notas mais altas sendo a do Pingus  a nota máxima 100, mas vale lembrar que a maior nota que dei até hoje para um vinho foi 97 pontos. OBS: minha avaliação é sempre baseada no que o vinho entrega na data de sua degustação e não em seu potencial futuro. 

Parabéns à Grand Cru por ter em sua linha exclusiva um produtor deste porte.

Grand Cru – Site www.grandcru.com.br –  Fone Televendas -  0800-777-8558

Nenhum comentário:

Postar um comentário