6 de abr de 2013

Franceses da importadora Grand Cru simplesmente magnifique

Camila Perossi apresentando os produtores



Neste delicioso mundo do vinho existem alguns eventos dos quais temos muito prazer em  participar e que  gostariamos que não terminassem,  isto normalmente ocorre quanto os vinhos apresentados batem com o  gosto pessoal. Este foi um deste tipo de eventos, organizado pela Grand Cru com quatro de seus melhores produtores provamos 8 exempalres franceses de sangue azul divididos em  dois vinhos para cada uma das vinícolas presentes .  Provamos dois deliciosos Chardonnay  Chassagne Montrachet Les Verges 2009  de R$ 390,00 e o Chassagne Montrachet Les Caillerets 1er cru 2009 também de R$ 390,00 elaborados pelo produtor Amiot Guy. Na sequência iniciando o time dos tintos, os delicados Pinot Noir Savigny Les Beaunes 1er Cru Les Lavrieres 2009 de R$ 290,00, e o Corton Bressandes Grand Cru  2003 de R$ 595,00. A seguir mais Pinot Noir, agora o Lambrays Morey Saint Denis 1er cru 2008 de R$ 550,00, e o Clos de Lambrey Grand Cru 2008 de 790,00 da Domaine de Lambrays. Para finalizar duas jóias do Rhone, um Châteauneuf du Pape Rouge 2003 de R$ 240,00 e um Châteauneuf du Pape Cuvée des Cadettes 2005 de R$ 490,00 do Château La Nerthe.
Entre os brancos me agradou muito a mineralidade e a predominância cítrica do Les Verges mas minha preferência recaiu sobre:

Chassagne Montrachet Les Caillerets 1er cru 2009 -  Dourado brilhante. Olfativamente complexo marcado pela mineralidade, terroso, amêndoa, ligeira casca de limão e um toque salino. Na boca opulento , ótima acidez, austero, encorpado, mesmo assim mantendo muita elegância e final de boca rico com frutas e mineral. Nota 92/100
Dos vinhos apresentados  pela Domaine Des Bruailles mesmo achando que que Savigny estava bem típico minha preferência foi para o:





Corton Bressandes Grand Cru  2003 – Violáceo, ralo, sem halo. Olfativamente complexo, frutas negras como blueberry, e cereja, couro, pimenta preta, fosforo e um toque de violeta. Na boca como deve ser um Corton, ótima acidez, taninos firmes, estruturado e com final de boca marcante e frutado. Nota 92/100







O próximo passo foi de provar os vinhos da Domaine Des Lambrays  e mesmo tendo adorado o premier cru minha preferência ficou para o:
Clos de Lambrey Grand Cru 2008 – Granada, ralo, brilhante. Olfativamente marcado por frutas vermelhas maduras, groselha, couro, cogumelo, terroso, e o floral lembrando violetas. Na boca austero, mas ao mesmo tempo muito elegante , acidez correta, corpo médio e retrogosto com ameixa cogumelo e frescor mineral. Nota 93/100





Para terminar a degustação dois poderosos Châteauneuf du Pape mas dominado totalmente pelo: Châteauneuf du Pape Cuvée des Cadettes  2005 – Violáceo, extra tinto ,sem halo. Olfativamente com uma salada de frutas negras frescas, pimenta preta, mineral e toque mentolado. Na boca, potente, untuoso, alta acidez, redondo , encorpado, e final de boca extremamente frutado com toque de alcaçuz. Estilo novo mundo mas de altíssima qualidade. 93/100.






Devo admitir que durante o jantar que teve risoto ao filet mignon meu vinho também foi o Clos de Lambrey Grand Cru 2008 simplesmente perfeito.

Importadora Grand Cru - Site www.grandcru.com.br  Fone -  0800-777-8558  

Nenhum comentário:

Postar um comentário