22 de jan de 2013

O Vinho virou Rock ou o Rock virou Vinho



Nossos momentos de prazer podem ser gerados por diversas fatos e fatores, algumas pessoas curtem escutar música, outros  ler livros, um bom almoço, banhos de mar, passeios pelo campo, colecionar ou admirar obras de arte, ficar com a pessoa que ama, tomar uma taça de vinho enfim ..
Algumas vezes os prazeres se complementam como tomar um champagne em um encontro romântico, o rotulo do vinho trazer a reprodução de uma obra de arte etc etc etc. Mas hoje vou mostrar para vocês a ideia que o que o enológo americano  Mark Beaman teve para valorizar seu produto: Reproduzir nos   rótulos de seus vinhos, capas de discos, ou  eventos de rock visando atingir o público que aprecia este tipo de música

Vejamos à lista de vinhos por ele produzidos e que variedades de uvas ele relacionadas às bandas :

Grateful Dead 2009 – Um tinto elaborado com um corte de Syrah, Petite Sirah, Zinfandel
e Grenache com uvas da região de Mendoncino na California, 14,5% de álcool com maturação de 20 meses em barricas francesas e que tem como rotulo a capa do disco ”Still your face”








Rolling Stones Forty Licks Merlot 2007 - Um tinto varietal elaborado com a Merlot com uvas da região de Mendocino na California, 13,5% de álcool com maturação de 28 meses em barricas americanas( 18%)  e tanques de aço (82%) e que tem como rotulo a capa do disco ”Forthy Licks”







Pink Floyd's The Dark Side of the Moon 2006 - Um tinto varietal elaborado com a Cabernet Sauvignon, com uvas da região de Mendocino na California, 13,5% de álcool com maturação de 28 meses em barricas americanas( 22%)  e tanques de aço (78%) e que tem como rotulo a capa do disco ”The Dark Side of the Moon”







Woodstock Chardonnay 2008 - Um branco varietal elaborado com a Chardonnay, com uvas da região de Mendocino na California, 13,5% de álcool com maturação de 28 meses em barricas americanas( 18%)  e tanques de aço (82%) e que tem como rotulo a capa comemorando “3 days of peace & music ”







The Police - Synchronicity 2007 - Um tinto elaborado com um corte de Carignan, Zinfandel, Syrah, Petite Syrah, Grenache e Viognier com uvas da região de Mendocino na California, 14,5% de álcool com maturação de 18 meses em barricas francesas novas (10%), americanas novas (10%) e barricas antigas neutras (80%)  e que tem como rotulo a capa do disco ” Synchronicity”






O que será que vem pela frente ???? Espero que não seja Axé 

2 comentários:

  1. Hoje, várias bandas de Heavy Metal estão lançando seus vinhos.
    Muitos artistas do meio musical estão se envolvendo também.
    Numa coisa corncordo contigo...Que não seja axé (rsssssss)

    ResponderExcluir
  2. O Rock é sempre mais do que bem vindo, já fiquei com vontade de comprar o vinho do Pink Floyd , já essas outras coisas podem ser usadas em outras bebidas mais fortes tipo cachaça 51 Rss

    ResponderExcluir