7 de dez de 2017

Catad' Or Ancestral o concurso de vinho que vai entrar para a história



O conceituado Concurso Catad’Or já está em sua 22 edição, mas este ano surpreendeu a todos com um segundo evento, o “Catad”Or Ancestral Wine Award” criado especificamente para promover os vinhos elaborados por pequenos produtores/ artesãos, que não produzam mais do que 10 mil litros ao ano, e que cada ano que passam ganham mais espaço no mercado chileno de vinhos com a ajuda técnico financeira do INDAP que comentarei ao final. 

Tive a honra de ser um dos jurados internacionais desta primeira edição junto a outros grandes nomes como o MW Alister Cooper da Inglaterra, Hector Riquelme e Sergio Correa Undurraga do Chile, Grant Phelhs da Nova Zelândia, Feix Guinand da França, Meinard Jan Bloem da Holanda apenas para citar alguns, o grupo também contou com a presença de Daniela Bravin e Cassia Campos do Brasil e de nosso querido chileno brasileiro Francisco Zúniga.


O Concurso foi dividido em três categorias: Vinho Camponês. Vinho Camponês a Granel, e Pequenos Produtores, e foi desenhado para produtores, cooperativas, comerciantes, importadores de vinhos de origem camponesa, e pequenos produtores de variedades tradicionais ou de outras variedades dentro de métodos ancestrais, orgânicos, ou biodinâmicos.
Sofia e Pablo

O Concurso ,criado por Pablo Ugarte e seu fiel companheiro e Roberto Olmos e nesta primeira edição ocorreu no Hotel Radisson Petra na cidade de Concepcion. Lá, o grupo composto por 18 jurados analisaram 220 amostras enviadas por 63 produtores de 24 micro regiões. Foram  23 variedades de uvas tanto sozinhas ou em corte, sendo a grande maioria elaborada com as variedades Moscatel de Alexandria, Cinsaut, e Pais.
Fiquei impressionado com a seriedade e organização do evento que em breve deve trazer ao Brasil os vinhos ganhadores deste primeiro Concurso visto a ideia e de também divulgar e quem sabe trazer para o Brasil alguns destes rótulos para comercialização.
 
O melhor vinho ancestral e sua criadora 
A premiação ocorreu nesta 2ª feira em evento que contou com todos os produtores, jurados, e equipe da organização, e teve como mestre de cerimônia Sofia Le Foulon esposa de Paulo Ugarte.

Foram entregue medalhas de ouro, prata e especiais vamosaos ganhadores :  
Medalha de ouro para vinhos com89 pontos ou mais
Medalha de Prata para vinhos de 85 a 88 pontos

Melhor vinho Ancestral - Ñipanto Reserva Cinsault 2005-- Sociedad Agrícola Valle Itata
Melhor vinhedo Ancestral -Viña Mora Reyes.
 Melhor vinho pequenos produtores. - Armidita Pajarete Antiguo Moscatel 2010- Viña Armidita
Melhor vinho a granel. - Los Nogales Moscatel de Alexandria 2017- Rosa Vidal Torres
Melhor espumante. - Kürüf Brut Moscatel de Alexandria- Piedras del Encanto
Além dos prêmios especiais acima citados o concurso distribuiu outras 61 medalhas sendo 28 de ouro e 33 de Prata
Gostaria de finalizar para dar uma salva de palmas para o INDAP ( Instituto de Desarrollo Agropecuario) um serviço Púbico dependente do Ministério da Agricultura pelo seu trabalho de fomento em  prol da agricultura familiar e dos artesões do Chile, divulgando os produtos por eles produzidos, mantendo uma legislação que lhes permita operar do jeito que são, e além do mais fornecendo apoio financeiro para seus pequenos projetos de desenvolvimento. Bem que os legisladores brasileiros poderiam usar o modelo chileno para apoiarem seus pequenos produtores e artesãos, ao invés de interditar e encerrar as atividades dos mesmos por terem que seguir regras feitas para grandes industrias. Fica aí minha sugestão
Quem quiser conhecer todos os produtores medalhados nesta edição acessem o site do Catador Ancestral  : www.catadorancestral.cl .

Para nossos legisladores fica a dica do site da INDAP : www.indap.gob.cl

Nenhum comentário:

Postar um comentário