7 de mar de 2017

Verticais forma certa de mensurar o potencial das safras.


 

Cada vez que participo de uma degustação vertical, mais me animo, afinal é sempre um motivo de bom aprendizado  Recentemente fui convidado por Adriano Annovi Gerente Geral da Lunadoro  para participar de degustação vertical do Nobile di Montepulciano de sua produção. Lunadoro é  uma das estrelas do grupo suíço Schenk  que possui 18 vinícolas sendo 10 na Suiça,  4 na Itália, 2 na França, e 2 na Espanha. Foram 10 safras do Lunadoro Riserva Quercione contemplando os anos de 2004, a 2013. A apresentação ficou a cargo do novo enólogo da casa o competentíssimo Maurizio Saettini ( guardem este nome)  que pacientemente nos explicou os dados técnicos de produção e características de cada uma das safras provadas. Maurizio trabalhou 10 anos com Roberto Cipresso e tem como filosofia a produção natural através da viticultura orgânica, evitando também ao máximo interferências no processo de vinificação além de um “Midas Touch” na relação do vinho com a madeira. Neste processo ele desenvolve constante busca junto às tanoarias do tipo de madeira e tosta corretas para cada terroir com o qual está trabalhando, o resultado é realmente animador mesmo para aqueles que não tem prazer em tomar vinhos com passagem em madeira. Seus vinhos são olfativamente complexos, elegantes, leves, muito fáceis de beber. Durante nossa vertical ficou extremamente clara a diferença de estilos que este produtor adotou com o passar dos anos e certamente com a mão dos diferentes enólogos. As primeiras duas safras  foram quentes e consideradas 4 estrelas pelo próprio Consorcio, ambos os vinhos estavam maduros, muito bem balanceados e totalmente prontos para beber mostrando definitivamente o grande potencial do terroir . A safra 2006 que veio a seguir certamente foi o destaque entre os vinhos " Pré Maurizio", uma safra 5 estrelas com clima frio, que gerou um vinho extremamente elegante, fino e de muita complexidade. As safras 2007, 2008, 2009, e 2010 todas entre 4 e 5 estrelas  mostraram uma mudança sensível no processo de produção pois “para mim” os vinhos se apresentaram  mais quentes estruturados, alcoólicos e amadeirados. Finalmente os últimos 3 exemplares, já elaborados por Maurizio (2011, 2012, e 2013 ), voltaram a mostrar aquela complexidade olfativa, complementada por  um  toque de elegância que não havíamos notado nas safras anteriores, e principalmente pela harmonia do vinho com a madeira, uma mudança pra lá de perceptível.  Meus destaques ficaram para os Riserva Quercione 2006, 2012, e 2013.
 
Maurizio Saettini

A Lunadoro está localizada em Valiano dentro da região de Montepulciano e conta com 40 hectares dos quais 12 ocupados por vinhedos sendo 10 hectares de Sangiovese e 2 de Merlot e Cabernet Sauvignon. A empresa adquirida pela Shenck em 2016 produz por volta de 35 mil garrafas de vinho/ano, mas já conta com plano de expansão que a levara próxima aos 80 mil garrafas ano, além da melhoria geral nos processos de produção. Certamente uma ótima opção para quem gosta de Sangiovese e mais especificamente dos Nobiles de Montepulciano.  Quem tiver acesso a este produtor tente comprar suas safras mais recentes você não vai se arrepender! Já entrou na minha lista de desejos. Salute !

Nenhum comentário:

Postar um comentário