10 de mai de 2016

Coisa boa vai sem rotulo mesmo



Na semana passada participei de um evento da vinícola Conde de Valdemar nos escritórios da Mistral em São Paulo, e na saída fui para a loja para cumprimentar os amigos Amarante e Ricardo e aproveitei a oportunidade para dar uma fuçada na famosa mesa de vinhos com rótulos e capsulas danificadas que são sempre vendidos com bons descontos. Encontrei algumas garrafas interessantes entre elas o Redoma Rosado 2006 sem rotulo. Claro que para o consumidor sem muita experiência esta seria uma compra que definitivamente não deveria ser feita, afinal rose com 10 anos de idade é uma muito arriscado, com o que eu concordo em gênero número e grau. Mas conhecendo o produtor nem pisquei os olhos e coloquei a garrafa para completar minha caixinha de compras. Abri o vinho este final de semana e devo dizer que estava maravilhoso marcado olfativamente pelas frutas vermelhas mas sem o dulçor quase sempre presente em alguns roses especialmente do novo mundo, toques de especiarias, e certa mineralidade. Na boca fresco, redondo, com muita estrutura, e final de boca frutado intenso e muito gastronômico, ele me lembrou muito um clarete. Este vinho foi elaborado com 30% de Tinta Amarela, 20% de Touriga Franca, e 50% de outras uvas provenientes de vinhedos acima de 30 e até 60 anos de idade, fermentação em barricas novas de carvalho Frances, sem malolática para manter o frescor, e envelhecimento de 7 meses em cubas de aço inox. Fica ai minha dica nestes tempos de crise, basta estar atento ou procurar nos lugares certos que as oportunidades aparecerão. Para os mais curiosos paguei R$ 59,29  contra o preço normal de venda por volta dos R$ 170.


Saude !

Nenhum comentário:

Postar um comentário