11 de nov de 2015

Mercovino luz no fim do tunel ?


No meio desta crise que assola o Brasil e que tanto prejudica  muitos dos que se arriscaram a trazer e distribuir vinhos no Brasil a Mercovino da família Biagi e hoje gerenciada pelo amigo Luiz Lima mostra foco e crescimento constante, a prova disto foi o evento do qual participei ontem denominado “Lançamentos Primavera e Verão 2015/2016. Foram  apresentados 45 vinhos  dos quais muitos lançamentos  que provam a confiança em dias melhores  já dentro de uma filosofia de trazer vinhos com ótima relação custo benefício . Dentre estes tive a oportunidade de provar 15 dos quais destaco  
 
Luiz Lima  Walter Tommasi e Piero Zaramella (da Livon) 


Volratz 1573  de Schloss Vollrads 2014 – Alemanha da região de Rheingau  – Varietal 100% Riesling sem passagem por madeira – Palha verrdeal, brilhante. Citrico, pêssego verde,  mineral , e leve floral. Ótima acidez, seco citrico , corpo médio, final refrescante marcado pela mineralidade . Um Riesling no estilo dry bone delicioso

Ferreri Catarrato 2014 – Itália da região da Sicília Varietal 100% Ctarratto sem passagem por madeira com 12,5% de álcool. - Palha verdeal brilhante, floral, mineral. Na boca, fresco, limpo frutas amarelas com ligeira evolução, final de boca mineral. Um branco redondo fresco agradável para que prefere vinhos mais macios.

Shaya 2014 – Espanha da região de Rueda com fermentação em barricas e 13,5% de álcool.   Palha brilhante. Limãoo siciliano, grapefruit, pêssego,flores brancas e boa  mineralidade. Na boca ótima acidez, direto, corpo médio para amplo, retrogosto frutado, fresco , e muito equilibrado , com final de boca lembrando amendoas. Uma agradável surpresa , ficou entre meus dois favoritos. R$ 110

Lujuria  Pinot Noir Reserva  2012 – Chile da região de Curicó - Varietal 100% Pinot Noir com passagem de 6 meses por barricas – Granada, ralo, ligeiro halo de evolução. Frutas vermelhas com leve evoluçao, amora, couro e tostado. Na boca, fresco, boa acidez, picante, corpo médio retrogosto frutado com pontinha de alcool. Um Pinot muito delicado e agradável só precisa de uns aninhos de garrafa para perder o álcool

Chablis Domaine Seguinot Bordet 2014- França da região da Borgonha – Varietal 100% Chardonnay sem passagem por madeira com  12,5% de álcool . Palha verdeal , brilhante. Olfativamente limpo e direto, mineral, cítrico, e toque salgadinho. Na boca , alta acidez, ligeira tanicidade, corpo curto, final fresco  com mineralidade eadstringência. Um Chablis vibrante gastronômico que também precisa de uns 3 aninhos de garrafa para arredondar, mas pode ser tomado hoje com prazer se gostar de vinhos mais diretos . Outro que ficou  entre meus dois favoritos.

Livon Pinot Grigio DOC Collio 2014  - Itália da região do Friuli  - Varietal 100% Pinot Grigio sem passagem por madeira mas com 5 meses de guarda em garrafa e inox. Palha brilhante. Olfativamente trazendo damasco, mineral, e  frutas amarelas evoluidas. Na boca, boa  acidez,  corpo médio,  cremoso , longo e retrogosto frutado . Um vinho pronto para beber

Bola pra frente e sucesso 


Mercovino:  Site - www.mercovino.com.br . Fone (011) 3841 9448

Nenhum comentário:

Postar um comentário