1 de out de 2015

Le Puy respirando um verdadeiro vinho natural


O Chateau Le Puy é para mim um ícone no mundo dos vinhos, e sempre se destacou não só pela qualidade de seus produtos mas também pelo fato de ser diferente, único, sempre mantendo sua personalidade, filosofia própria, e inovação. Por que diferente ? Eles conseguem elaborar vinhos  delicados e elegantes dentro da região de Bordeaux, e que muitos apreciadores dizem  lembrar os bons exemplares da Borgonha.  Por que filosofia própria ? La Puy é um dos mais antigos produtores a elaborar vinhos dentro do concêito  biodinâmico, mas isto não veio do fato desta filosofia ter virado moda hoje, mas simplesmente pelo fato  de acreditar nos metodos de produção que seus ancestrais sempre adotaram , e no afã de valorizar seu Terroir. Por que inovação ? Por que mesmo tendo adotado tais processos tradicionais continua pesquisando e adotando  novas formas  de melhorar seus processos  como por exemplo a utilização de  tanques de aço desde 1921,processo de fermentação submersa onde o mosto fica em contacto com as cascas sem a necessidade de  remontagem através do uso de uma grelha que mantem a massa composta por cascas no meio do tanque , em 1990 começa a elaborar seus vinhos sem uso de sulfitos, açucares, ou leveduras adicionadas, dióxido de  enxofre, e durante seus 24 meses de maturação em toneis passando por agitação do vinho de  acôrdo com o calendário lunar. 
Tive a honra de almoçar ontem com o próprio Jean Pierre e  sua esposa Françoise Amourose, em vertical histórica organizada por seu importador no Brasil a World Wine com grupo restrito de felizardos que tiveram o prazer de provar os seguintes vinhos :

Os vinhos da vertical

Chateau Le Puy Emilien 2000 - Granada ralo halo de evolução. Fruta azeda cereja, com muito ligeira evoluçao,  tostado muito delicado, toque herbáceo, pimenta preta,e terroso. Na boca  ainda pedindo garrafa, taninos delicados mas ainda  ainda presentes, corpo médio, final de boca elegante frutado e herbáceo.








Chateau Le Puy Emilien 1990 - Granada profundo, baixa concetração, halo intenso . Frutas vermelhas maduras, morango e cassis, tostado, terroso, mais austero, ameixa, pontinha de alcool no nariz. Boa acidez, taninos presentes, ligeira fruta mais cozida, corpo médio ,elegante  mas um pouco mais mais rustico do que seus acompanhantes .








Chateau La Puy Emilien 1982  Granada intenso, ralo, halo intenso. Olfativamente austero, ameixa, tostado, cha, sottobosco, e musgo. Na boca , potente, picante, ponta de álcool que desaparece rapidamente, retrogosto com fruta , musgo e ervas aromáticas. Tremenda safra , este promete ir longe. 









Chateau Le Puy Emilien 1970 – Granada, ralo, halo intenso. Nariz complexo, frutado, ameixa preta, casca de laranjas seca, terroso,  herbáceo lembrando menta,  e pimenta do reino. Na boca , direto , austero, tripé perfeito, vivido taninos, finos , pontinha de álcool ,retrogosto frutado, e leve tostado. Um vinho austero, gastronômico com incrível  vivacidade, foi meu segundo favorito.








Chateau Le Puy Emilien 1967 - Granada indo para ambar, ralo, halo intenso. Olfativamente complexo , frutas vermelhas com evolução, ameixa preta, uva passa, herbáceo,  ervas de tempero , pimenta, e tabaco. Na boca, tripe perfeito, macio , elegante ,corpo médio ,final de boca frutado  com evolução , e terroso . Meu favorito , um vinho sem defeitos,  muito elegante , põe no bolso muito PGCC.  








Chateau Le Puy Emilien 1959 – Ambar, ralo, halo intenso. No nariz, frutas bem evoluidas já muito leves, pimenta, e tostado. Na boca, ótima acidez , taninos resolvidissimos ,corpo curto final de boca com fruta evoluida , couro,  toque de iodo e  vermute , Um vinho com uma acidez incrível, mesmo com as frutas já quase inexistentes estava ótimo para ser bebido Afinal 56 aninhos de vida não é fácil não.








Vinhos que acompanharam o almoço:

Rose Marie Chateau Le Puy 2013 .  Rosé avermelhado mais concentrado, brilhante. Frutas vermelhas lembrando mirtilo,toque  herbáceo,e  pimenta branca.Ótima acidez, tânico, fresco, corpo médio, retrogosto frutado , estruturado , e gastronômico . Um rosé surpreendente que me lembrou mais um clarete por sua estrutura.

Chateau Le Puy Emilien 2010 - Rubi médi a concentração, sem halo. Frutas vermelhas,  framboesa, tostado, e grafite. Na boca , boa acidez, taninos presentes, bom corpo, redondo,  final frutado. Um vinho com  muito potencial de guarda ainda não totalmente pronto para consumo.  

Chateau Le Puy Emilien 2007 - Rubi começando a ir para granada, leve halo. Frutas vermelhas azedas, violetas, pimenta,e  mineral.Ótima acidez, taninos finos, corpo médio .elegante retro frutado e mineral

Le Puy Barthélemy dinamizado 2011  - Violáceo, ralo, sem halo.  Frutas negras azedas, mineral, grafite, pimenta. Acidez  marcada, taninos finos ,corpo curto para médio, retrogosto frutado limpo, e suculento . Este vinho me surpreendeu por ser ainda mais elegante do que os Emilien que eu já considero fora do padrão do Bordeaux , sensacional.  Estes vinhos dinamizados sofrem um processo que consiste em girar dentro de certas datas do calendário lunar os vinhos através do uso de  um bastão que é manipilado dentro dos toneis  , em certo momento a direção é  invertida criando desta forma um vortice que de acordo com o produtor traz a energia natural para dentro do vinho .




Le Puy Retour des Iles 2012 -Rubi mais intenso, sem halo.  Frutas vermelhas framboesas,  mais natural, floral, limpo. Na boca, ótima acidez,vivido, taninos presentes muito finos, mais encorpado do que as outras linhas, longo, carnudo,  com final de boca frutado lembrando  framboesa e toque de mamão. Este vinho sofre um processo muito geek de maturação pois os toneis são colocados em um barco a vela e viajam com diversas paradas da França até Manaus no Brasil e retornando a orígem sendo estas barricas expostas ao tempo e o vinhos movimentando dentro dos toneis de acordo com as ondas do mar.





Infelizmente falta tempo e espaço para colocar tudo o que nos foi transmitido pelo simpático Jean Pierre mas tenho certeza que com o informado voces já tenham sentido a intensidade deste encontro.

A World wine tem hoje em seu portfólio os seguintes vinhos
Le Puy Emilien 2009 a R$ 349
Le Puy Emilien 2008 a R$ 337
Le Puy Emilien 2007 a R$ 323
Château Le Puy "Barthelemy” 200 a R$ 1.411
Château Le Puy "Barthelemy” 2004 a R$ 1.281


World Wine : Site - www.worldwine.com.br  - Fone: (011)3383-9300

Nenhum comentário:

Postar um comentário