24 de out de 2015

Lagarde muita história e bons vinhos

Juan Roby

A familha Pescarmona é certamente muito conhecida na Argentina  afinal eles possuem a maior empresa latinoamericana de energia aeólica, mas a paixão pelo vinho  também fez com que em 1969 adentrassem neste mercado com a aquisição da tradicional Bodega Lagarde fundada em 1879. Hoje a Bodega é tocada pelas jóvens Sofia e  Lucila Pescarmona mas contando  desde  1999  com o apoio do agrónomo e enólogo Juan Roby na posição de  responsável por todo o processo produtivo da vinícola. Foi com Juan que tive o prazer de almoçar durante esta semana quando fomos apresentados a uma série de vinhos de diferentes linhas da empresa.
A Lagarde possui  6 linhas de produtos: Lagarde, Alta cumbre, Guarda, Primeras Viñas, Partidas Únicas, e Henry todos elaborados em sua vinícola localizada em Lujan de Cuyo onde produz anualmente 1.200.000  litros de vinho e conta com uma capacidade de armazenagem de  2.000.000 de litros entre tanques de aço inox, tanques de cimento revestidos com epoxi , e  barricas barricas francesas e  americanas .

Durante a visita de Jian tivemos a oportunidade de provar os seguintes vinhos :

Lagarde Viognier 2015 – Varietal 100% Viognier com  12,5% -  Palha brilhante. Cítrico, fruta amarela, floral, lima da pérsia,e mel. Na boca, ótima acidez, leve  pontinha de álcool , encorpado,  retrogosto com  frutas amarelas  e bastante frescor. Um Viognier bem agradável e fresco mesmo sabendo que se faz pequena correção tartáricano processo.  Nota 87/100 – R$ 60








Lagarde Guarda Cabernet  Franc 2012  - Varietal 100% Cabernet Franc com 12 meses de estágio em barricas  francesas de 2 uso.  Rubi , boa concentração, sem halo. Olfativamente típico com nankin, grafite, frutas negras fres,cas mineral, e .leve tostado. Na boca , redondo, acidez correta, taninos finos levemente adstringentes, corpo amplo, retro com cereja fresca e grafite  Nota 88/100 -  R$ 104.







Lagarde Primeras Viñas.  Malbec 2012 – Varietal 100%  Malbec  com 14 meses de estágio em barricas novas, e 14,3 de álcool – Violáceo, extra tinto, sem halo. Fechado, chocolate, menta, toque herbáceo, coco , e tostado. Boa acidez, taninos presentes, encorpado, picante, quente, final de boca frutado com toque adocicado e de baunilha.  Nota  87/100  - R$ 200







Lagarde Primeras Viñas Cabernet Sauvignon 2011 – Varietal 100% Cabernet Sauvignon com 14 meses de estágio em barricas francesas nova , e 14% de álcool – Rubi, extra tinto, sem halo. Austero, frutas negras, pimenta,  herbaceo, e leve tostado. Na boca, ótima acidez, taninos  finos resolvidos, encorpado, retrogosto com  frutas negras maduras framboesa , e ligeira baunilha . Um vinho vibrante com características mais austeras, muito bem elaborado. Nota 88/100 – R$ 200  






Lagarde Henry  Gran Guarda 1  2010 – Corte com Cabernet Sauvignon 33%, Malbec 21.5%, Petit Verdot 24%, Cabernet Franc 21.5% -  Rubi, extra tinto, sem halo. Frutas negras azedas, herbáceo, floral, vinoso, tabaco e tostado . Na boca,  tripé correto, alta acidez , taninos finos ainda presentes, suculento,  longo, final de boca frutado e fresco. Vinho pronto para ser tomado com ótimo balanço de boca . Nota  90/100 – R$  290






Lagarde Henry Late Harvest 2010 – Varietal 100% Moscato Bianco com estágio de 17 meses em barricas francesas de primeiro uso - Dourado intenso, brilhante. Olfativamente complexo, pêssego, mel, floral, mineral, cevada, tostado. Boa acidez, ponta de álcool, agradavelmente  seco, final de boca com pêssego e amendoas.  Nota 88/100 – R$ 113







Os vinhos da Lagarde são trazidos ao Brasil com esclusividade pela importadora Devinum


Devinum – Site : http://devinum.com.br  - Fone (011) 2532.7201

Nenhum comentário:

Postar um comentário