18 de jun de 2015

Qualimpor Wine Day 2015

John Duval e João Roquette

Ocorreu hoje o Qualimpor Wine Day 2015, como sempre uma grande oportunidade para provar as novas safras dos vinhos importados pela empresa de João Roquette  que tem como destaque a Quinta do Crasto, Esporão, Taylors, Quinta da Murça e a espanhola Fleixenet. Destaque deste ano para mim foi a a maior delicadeza das novas safras tanto da Esporão como da Quinta do Crasto. Vamos aos meus favoritos para cada um dos produtores que estavam presentes :

Cuúve Prestige Casa Real – Macabeo, Xarello, e Parellada com fermentação em garrafa por mais de 30 meses, 11,5% de álcool - Palha, brilhante, perlage intensa, nolhas pequenas , mousse rápida . Complexa, leveduras, cítrico, floral,e frutas amarelas maduras. Na boca , ótima acidez. mousse intenso , corpo médio, longa,  final de boca com frutas e levedura 89/100







Roquette Cazes 2012 – Corte de Touriga Naccional, Touriga Franca e Tinta Roriz  com passagem de 18 meses por barricas francesas e 14,5% de álcool. Violáceo, extra tinto, sem halo. Olfativamente limpo, frutas negras azedas, tostado,  floral lembrando violetas e especiarias .  ,Na boca, tripé correto, taninos finos, corpo médio, retrogosto frutado e leve azeitona. Vinho ainda jóvem pronto para beber mas que vai ganhar muito com uns 5 anos a mais de garrafa  90/100






Esporão  Private Selection 2011 – Corte de Alicante Bouchet, Aragonés , e Syrah com 18 meses de passagem por barricas francesas mais 18 meses de garrafa e 14,5% de álcool – Violáceo, extra tinto, sem halo. Austero, fechado, frutas negras frescas,  ervas aromáticas e especiarias , pimenta. Na boca, ótima acidez, austero, corpo médio, final frutado com  ligeiro tostado. Um vinho de guarda para apreciadores de vinhos mais no estilo velho mundo. Delicioso mas jóvem 90/100






Esporão Reserva Branco 2013  - Corte de Antão Vaz, Arinto, Roupeiro, e Semillon. Com passagem de 6 meses em barricas sobre as as borras finas  com 14% de álcool. -  Palha ralo, brilhante. Olfativamente com abacaxi fresco, pessego branco, mineral, e leve toque de limão siciliano. Na boca, ótima acidez, corpo médio, elegante, retrogosto frutado e mineral . Que delicia de vinho, muito fresco mantendo complexidade, ganhou ainda mais elegância do que o exemplar 2010 que provei no wine day de 2012 -  90/100






Taylors  Tawny 40 anos  - Amabar ralo com toque esverdeado. Olfativamente complexo, figo seco, especiarias doçes, noz moscada e agradavel tostado. Na boca boa acidez , viscoso, sem ser enjoativo, ótimo balanço, elegante, final de boca com ameixa seca e figo ramy. Não por que mas normalmente tenho preferência pelos 30 anos mas este quarentinha me encantou e roubou a cena.   92/100








Bem mas é muito fácil de gostar de bons vinho mas que custam caro portanto decidi escolher entre os de preço mais assecivel os  dois que mais gostei , ai vão:

Assobio 2012  - Corte de Touriga Nacional, Tinta Roriz,e Touriga Franca,  com passagem de 1 ano por barricas americanads, e 14% de álcool – Violáceo, média concentração, sem halo. Frutas vermelhas azedas, ligeiro confitado, e especiarias. Na boca boa acidez, taninos presentes, corpo médio, retrogosto frutado, toque de coco. Um vinho básico muito bem elaborado Mota 87/100 – R$ 65







Defesa 2012 – Corte de Touriga Nacional e Syrah sem passagem por madeira com 13,5% de álcool – Violáceo, ralo, sem halo. No nariz frutas negras azedas, vinoso e algo floral. Na boca, boa acidez, taninos ainda presentes, corpo médio retrogosto frutado e freco. Um vinho fácil de beber delicado e e gastronômico -  87/100 – R$ 70









Parabéns a equipe da Qualimpor pela impecável organização do evento e aos produtores por seu alto padrão de produtos.


Qualimpor- Site : www.qualimpor.com.br  - Fone 0800 702 44 92

Nenhum comentário:

Postar um comentário