1 de abr de 2015

Ontem almoçei com um rei

Anselmo Mendes 

Almoçei ontem com o rei dos Alvarinhos o irriquieto e criativo Anselmo  Mendes. Difícil encontrar alguem que não seja fã de seus vinhos no restrito mundo dos apreciadores dos bons vinhos. Anselmo está de passagem por aqui para apresentar algumas novidades e a Decanter seu importador exclusivo convidou a mídia especializada de São Paulo para um bate papo, prova, seguido de almoço no aconchegante Tasca do Zé e da Maria. Anselmo é conhecido por ter introduzido a guarda em carvalho dos frecos Alvarinhos ganhando com isto notoriedade internacional pelos seus vinhos terem alcançado um padrão de qualidade nunca antes visto na região, mas por outro lado  ele nunca abndonou a tradição pois continuou produzindo vinhos sem passagem por madeira, ajudando a levantar a barra da qualidade para todos os concorrentes. Outro passo importante foi de continuar sempre suas pesquisas com outras varietais autoctonas o que o levou a  apostar na aromatica Loureiro dando  também a esta o status de um grande vinho branco, comprovando de que não foi a Alvarinho que fez Anselmo Mendes mas sim o contrario pois mesmo mudando a varietal seus vinhos continuaram sendo sensacionais. Mas como ei disse anteriormente, ele é irriquieto e nunca se contenta com suas conquistas e continua exigindo cada vez mais de sí  mesmo, e nesta visita  traz mais 3 novidades, Um branco varietal elaborado com a Avesso, que se mostrou deliciosamente mineral, e que  para muitos dos presentes inclusive superou a Loureiro. Além deste tivemos a oportunidade de conhecer o tinto Pardusco que surpreendeu a todos pelo fato de ser um vinho “glou glou” total onde o conteudo da garrafa tende a desaparecer rapidamente,  e finalmente pelo seu Alvarinho TOP , o cremoso Expressões . 
Edson Hermann e Anselmo Mendes 

Vejamos minhas impressões sobre os novos vinhos apresentados

Muros Antigos Loureiro 2014 – Varietal 100% Loureiro com  12 % de álcool  sem passagem por madeira . Palha verdeal  brilhante Olfativamente bem aromático, marcado pelos aromas florais, traços de  maracuja, e pera, e notas  cítricas mais adocicadas. Na boca ‘boa acidez, corpo médio , boa mineralide, retrogosto  fresco , untuoso e frutado Nota 88/100







Muros Antigos Avesso 2014 – Varietal 100% Avesso  com 12,5% de álcool sem passgem por madeira - Palha verdeal brilhante. No nariz muita  mineralidade, pedra molhada, citrico, e pitanga. Acidez cortante, direto, limpo, corpo médio, final de boca muito fresco e mineral. Lembra um Riesling Alsaciano Dry Bone  Nota  88 /100 ,








Muros Antigos Alvarinho 2014 - com 12,5% de álcool e sem passagem por madeira - Palha verdeal brilhante. Mineral,, citrico, frutas tropicais,  flores brancas, e ligeiro toque de feno. Ótima acidez,  estruturado, encorpado, untuoso, final de boca mineral com ligeira fruta. Um vinho fresco com ótimo balanço de boca Nota 89/100








Curtimenta  Alvarinho2013 palha com 13 % de alcool 9 meses de barricas de 2º uso. Palha verdeal brilhante. Mexerica, abacaxi, lacteo, mineral, e pimenta branca. Na boca  boa acidez redondo, encorpado, volumoso, final de  boca frutado e fresco, muito agradavel facil de beber mas mantento a complexidade. Nota  90/100  









Parcela Única Alvarinho 2013 – Varietal 100% Alvarinho com 13% de álcool e 6 passagem de 6 meses por barricas novas-  Palha verdeal brilhante. Olfativamente, mineral, pedra molhada, defumado,leve casca de limão. Na boca óotima acidez, ligeira tanicidade ,fresco,  direto , final de boca elegante, mineral com ligeira com casca de limao . Um vinho muito elegante mesmo tendo passado por madeira nova , que definitivamente eu não senti. Nota 91/100






Expressoes 2013 – Varietal 100% Alvarinho com 12,5% de álcool e passagen de  9 meses de barrica velha. - Palha indo para dourado. Olfativamente complexo, abacaxi, floral, toque mineral lembrando um bom  chardonnay da borgonha. Boa acidez, ligeira tanicidade, corpo médio , elegante, dinal de boca frutado com  ponta tostada  . Um Alvarinho senhoril de muito requinte Nota  92/100








Pardusso 2012 – Um corte tinto elaborado com Alvarelhão, Pedral, Cainho, Borraçal, e Vinhão com 12,5% de álcool, e passagem por barricas de 2º e 3º uso. Rubi, média concentração, sem halo. Olfativamente limpo, frutas negras azedas, groselha, leve herbáceo, toque de maceração carbônica. Na boca, ótima acidez, delicado, elegante, glou glou, corpo curto para médio final de boca fresco e frutado. Me lembrou um cru de Beaujolais mesmo sem ser maceração carbônica. Nota  89/100







Agradeço ao convite feito pelo Edson Hermann para esta deliciosa apresentação pois é  realmente um privilegio almoçar e aprender com este verdadeiro Rei dos vinhos verdes. Sucesso !


Decanter – Site: www.decanter.com.br – Fone (011) 3702-2020

Nenhum comentário:

Postar um comentário