20 de mar de 2015

Mercovino ganhando status de grande importadora


Sempre tive boas lembranças da Mercovino, especialmente pelo cuidado que eles sempre tiveram na seleção de seus ótimos produtores. Depois de um inicio auspicioso, houve um momento de esquecimento, pelo menos no que diz respeito a presença de seus produtos na mídia especializada, mas 2015  parece ter sido escolhido como o ano da virada pois  vemos que sua atividade de importação e distribuição ganhou um  maior significado para o grupo e que a empresa quer se fixar como uma das grandes importadoras de vinho do Brasil. Prova disto foi o recente evento denominado “Mundo Mercovino” realizado no Museu da Casa Brasileira em São Paulo que movimentou todos os experts de vinhos desta cidade. De propriedade de André Biagi a empresa conta hoje com a participação de Luiz Lima  que parece ter dado esta injeção de adrenalina ao negócio com a contratação de varios profissionais de alto gabarito entre eles minha queria Patrícia Brentzel, e o resultado não poderia ter sido outro.
Durante o evento tive o prazer de provar pelo menos 50% dos vinhos disponibilizados e gostaria de destacar aqueles que mais me agradaram, vamos a eles :

Livon Friulano 2012 - Varietal Friulano com 14,5 de álcool -   R$ 206 - Dourado brilhante . Olfativamente complexo, limpo,frutas brancas azedas, pêssego branco, pimenta branca e aquele toque de amendoas. Na boca boa acidez, corpo amplo, retrogosto floral e frutado com certa mineralidade e sem presença de madeira. Um vinho untuoso fresco e que certamente aguentara longa guarda ainda . 90/100








Juan Gil Jumilla 2012  Varietal Monastrel 100% , 15 de alcool , com passagem de 12 meses por barricas francesas  – R$ 110 - Rubi média concentração sem halo. No nariz , frutas negras azedas, herbáceo ,especiarias, mineral,  e defumado. Na boca boa acudez ,delicado, corpo médio para intenso, retrogosto frutado com toque de ervas aromaticas. Um  vinho que surpreendeu pela elegância mesmo tendo 15% de álcool .  89/100








Barolo Cascina Ballarin Tre Ciabòt 2009 – Varietal 100% Nebbiolo com 14 graus e passagem de 26 meses por barricas de carvalho. Granada, ralo, leve  halo de evolução. Olfativamente austero, ameixa, terroso, floral lembrando rosas e toque herbáceo. Na boca, intenso, ótima acidez ,taninos presentes, corpo medio, final de boca, ácido e terroso. Um vinho com estilo tradicionalista, delicioso.  91/100








Volratz Rieling 2012  - Varietal 100% Riesling com 12% de álcool – R$ 102 - Palha brilhante. Petrolato, frutas amarelas,  mineral,  casca de limão. Na boca, ótima acidez , corpo curto para médio,  retrogosto cítrico . Vinho delicioso no estilo dry bone. 89 /100










Schloss Vollrads Riesling2013 – Varietal 100% Riesling com 13% de álcool –R$ 125. -  Dourado brilhante. Floral, mineral, pedra molhada casca de limão. Na boca ótima acidez, leve tanicidade, corpo médio final de boca frutado e mineral delicia . Um  vinho mais completo com muita  ineralidade mas acompanhado do dulçor das frutas .91 /100









Barbaresco Mondino Piero Busso 2011 – Varietal 100% Nebbiolo com 14,5 % de álcool e passagem de 18 meses em bottes. – R$ 249 - Granada ralo, leve halo. No nariz frutas vermelhas azedas, floral,e  terroso. Na boca, ótima acidez, taninos presentes, corpo médio retrogosto frutado e terroso . Vinho elegante de guarda , mas que precisa de mais alguns anos de garrafa . Delicioso  91/100







Chianti Clássico Borgo Salcentino 2011 – Corte com 95% Sangiovese e 5% Canaiolo com  12,5 % de álcool e 18 meses de passagen por barricas. Rubi, média concentração, leve halo. Olfativamente frutas vermelhas maduras, floral,  violetas, terroso, e  ligeiro herbaceo. Na boca ótima acidez, corpo médio ,alcool ok, retrogosto frutado . Um vinho com muita  tipicidade gostei . 89/100








Saint Jean du Barroux Philippe Gimer 2009 – Corte de Grenache e Syrah com  15% de álcool e 36 meses de passagem por barricas.R$ 299 . Rubi ,média concentração, sem halo. Pimenta preta, frutas azedas, mineral, e chocolate. Ótima acidez, taninos firmes. corpo médio, retrogosto frutado com toque de alcacuz. Delicia de vinho encorpado e elegante ao mesmo tempo 90/100








Terminum Vendemmia Tardiva Tramin 2011  Varietal 100% Gewurstraminer com 11,9% de álcool com vinificação e maturação em carvalho. - Dourado brilhante. Olfativamente complexo, frutas amarelas, mel, botritys, pontinha herbacea. Na boca, redondo, boa acidez encorpado,  retrogosto  com figo, mel , com dulçor na medida certa 91/100









Mercovino – Site www.mercovino.com.br  Fone – (011) 3841 9448

Nenhum comentário:

Postar um comentário