25 de set de 2014

Château d'Estoublon Le Rosé - Les Beaux de Provence 2012


Jantar em Saint Remy com minha cara metade e eis que ela decide tomar um vinho rosé. Bem, meus amigos sabem que não muito chegado em rosés em geral, e muitos dos vinhos da Provence que eu já tive a oportunidade de tomar nao me agradarem pelo excesso de frutas doces no nariz e pouca estrutura de boca . Hoje foi ela quem escolheu , o Château d'Estoublon Le Rosé 2012 , um orgânico com 14,% de ácool . E não é que eu gostei !!! Nunca havia provado este produtor e posso dizer que está agora entre um dos 3 vinhos rosés de que mais gostei até hoje. Bem não devo ser parâmetro de qualidade para este tipo de vinho mas me agradou demais sua parte aromatica com frutas vermelhas azedas em lugar do famoso tutti fruti, me agradou muito sua mineralidade, e toque floral tudo muito limpo. A boca com alta acidez, ótima estrutura, e retrogosto copinado o nariz, acho até que o vinho vai atingir seu climax no próximo ano pois ainda tinha uma leve pontinha de álcool, mas sem atrapalhar o conjunto. Que bom estar por estas bandas e poder conhecer grandes vinhos que até pouco desconhecia . Bem o Trevallon ficou para o jantar de amanha ou para ser comprado e levado para casa .

2 comentários:

  1. Não sei se já o fez, mas se está na Provence, sugiro provar mais alguns rosés, principalmente de Palette (Henri Bonnaud e, claro, Château Simone) e Nice (Château de Crémat e Château de Bellet). Estes são mais estruturados, e tenho certeza de que vai apreciar.

    Quanto à doçura no nariz dos vinhos da Provence, na minha experiência isso acontece com os vinhos mais cansados, principalmente aqueles que foram importados para cá (e porque os trazidos para cá muitas vezes têm pouca estrutura). Os vinhos da safra mais recente, normalmente, não carecem deste mal.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pela sua nota Rodrigo. esses dois de Palette sao super tradicionais , não conheço os de Nice, mas nunca provei. Infelizmente saio da Provence amanha e ai vo ter que concertar a cabe;ca primeiramente nos cru de beaujolais e depois na Borgonha. rss. Pode ser Rodrigo . No Brasil recebemos muitos vinhos guiados pelos baixos preços e o processo de transporte a guarda certamente os prejudicam . Forte abraço

    ResponderExcluir