30 de mar de 2014

Odfjell um nome complicado para vinhos descomplicados

Laurence Odfjell

Me lembro que a alguns anos atás participei de uma apresentação de lançamento destes vinhos em São Paulo, gostei muito do que bebi mas fiquei preocupado com a dificuldade em se pronunciar seu nome o que poderia dificultar a comercialização dos produtos, mas parece que a qualidade acabou superando a dficuldade. Na semana passada tive o prazer de participar de uma degustação vertical  de um de seus exemplares realizada na World Wine pelo próprio Laurence Odfjell  enólogo e própritario desta vinícola chilena. A empresa possui 115 hectares  das quais 85 em Maipo e as restantes em Cauqyenes, Lontué, e Colchagua sendo  todos Orgânicas. Comemorando os 10 anos da vinícola Laurence nos presenteou com um deliciosa vertical de um de seus vinhos TOP , o Aliara que homenageia  uma tradição dos navegantes noruegueses  , origem de Dan Odfjell  um armador de sucesso que por amor ao vinho fundou esta empresa no Chile. De acordo com esta tradição os navegadores tinham provisões saudáveis para que pudessem fazer as travessias e entre elas a de tomar um copo de vinho por dia.  Aliara era um copo de lata onde o vinho era tomado e que compunha a dose diária de cada um destes marinheiros.
Vejamos a descrição dos vinhos provados:


Aliara 2001 Corte com 80% Cabernet Sauvignon 2% de Carignan e 1% de Cabernet Franc - Rubi, indo para granada, alta concentração,halo de evolução. Olfativamente  complexo,com frutas negras evoluidas, mais para ameixa seca, toque vinoso, chocolate amargo, menta, pimenta, e tabaco. Na boca, redondo, boa acidez, suculento, taninos domados, retrogosto frutado com toque grafitado,e fruta com evolução.  Um vinho que lembra mais o estilo bordalez, pronto para ser consumido. Nota 90/1000
Aliara 2005 - Corte de 45% Carignan 22% de Malbec, 22% de Syrah, e 11% de Cabernet Sauvignon- Rubi, extra tinto, leve halo. Fechado, mineral, tinta de caneta, frutas negras frescas, ligeiro herbaceo. Na boca, ótima acidez, bom balanço, potente, frutado, encorpado, ponta de álcool . Um vinho mais no estilo novo mundo ainda com forte presença de taninos e alcool . Nota 88/100
Aliara 2007 Corte com 35% de Carignan, 29% Syrah, 26% de Malbec, e 10% de Cabernet Aauvignon- Rubi extratinto, brilhante sem halo. Frutas negras frescas, floral, e grafite. Ótima acidez, taninos finos mais delicado que o anterior, austero, suculento , mineral,  retrogosto  frutado, e macio. Um vinho mais elegante com potencial de guarda que abriu depois de algum tempo em taça . Nota 90/100
Aliara 2008 - Corte de 50% Syrah, 30 de Carignan, e 20% Malbec - Rubi violáceo,extra tinto, sem halo. Floral, pimenta preta, fruta negra , figos secos, mineral, tostado delicado. Na boca, intenso, acidez correta, taninos finos ainda presentes, corpo médio , alcoolico, com retrogosto frutado, . Um vinho correto mas que teve no excesso de álcool  seu ponto fraco. Nota 87/100
Aliara 2009 - Corte de 35% Syrah, 30% Carignan, 20% de Malbec, e 15% Cabernet Sauvignon - Violaceo,extra tinto, sem halo. Floral, pimenta,tinta de caneta, e frutas negras frescas. Na boca, redondo ,macio, glicerinado, taninos doces, pontinha de alcool, retrogosto  frutado com toque de alcacuz. Um pouco mais de acidez deixaria este vinho perfeito . Nota 88/100
 Aliara 2010 - Corte com 32%, Carignan, 26% Malbec, 22% de Syrah, e20% Cabernet Sauvignon - Violaceo, extra tinto sem halo. Olfativamente, fechado, terroso, ligeiro tostado, frutas negras maduras, mineral, chocolate amrgo, e menta. Na boca, tripe correto ,macio, suculento, acidez correta, taninos doces corpo medio retrogosto frutado 90 . Um vinho no estilo mais moderno mas deliciosamente pront. Nota 90/100 - R$ 147,20.

Provamos também 3 outros vinhos de seu portfólio que também se encontram hoje no Brasil, vamos a eles :

Orzada Malbec 2009- Violáceo, média para alta concentração, sem halo. Cereja azeda, tostado, e borracha. Ótima acidez, taninos finos presentes, corpo médio retrogosto  frutado com toque grafitado  Nota 87/100  R$ 82,70
Orzada Carignan 2011 - Violáceo, alta concentração, sem halo. Tinta de caneta, mineral, fruta negra fresca. Na boca, otima acidez, fresco, elegante direto, limpo retrogosto frutado e mineral . Nota 88/100 R$ 82,70
Family Saga 2009 - Corte de 43% Malbec, 32% Carignan and 25% Syrah -Violáceo, média concentração, sem halo. Olfativamente , frutas confeitadas, floral, e toque de baunilha. Boa acidez, taninos finos, corpo médio, retrogosto o frutado com toque de baunilha e chocolate. Talvés o mais modernos dos exemplares, macio facil de beber. Nota 88/100  R$ 131

Bem devo dizer que foi uma deliciosa experiência, e chamou a tenção que quase nenhum dos vinhos tinha aquele dulçor de fruta tão caracteristico dos vinhos chilenos de áreas mais quentes, seus exemplares são mais suculentos e fáceis de beber .

World Wine: Site - www.worldwine.com.br  - Fone (011) 3383-9300      

Nenhum comentário:

Postar um comentário