16 de set de 2013

World Wine Experience Península Ibérica Show de Bola


A World Wine , braço da área de vinhos da importadora La Pastina tem um dos melhores portfólios do Brasil, e pelo tanto pode se dar ao luxo de promover um evento como foi este World Wine Experience Peninsula Ibérica, focado unicamente em vinhos da Espanha e Portugal.
 Com a multiplicação de importadoras e rotulos fica cada vez mais difícil para o consumidor escolher o que tomar, portanto nada melhor do que participar de feiras como esta que permitem a este consumidores provar novos exemplares e compara-los com aqueles que já conhecem e consomem, ou mesmo comparar as variações de safras.
Mas para organizar um evento como este é fundamental que a importadora tenha uma ampla gama de produtores da mesma região e definitivamente isto é algo que não falta a World Wine , vejamos a lista de produtores apresentados nesta ocasião:
Christiano Van Zeller nova conquista da World Wine

Portugal: Carm - Quinta do Pessegueiro - Herdade do Rocim - Quinta da Falorca - Quinta do Alqueve - Wiese & Krhon - Quinta Vale Dona Maria
Espanha: Pere Ventura - Bodega y Viñedos Valderiz - Marques de Murrieta - Dinastia Vivanco - Bodegas Borsão - Falset - Marçá - Bodegas & Vinedos Luna Beberide - Bodegas Mas Alta - Bodegas y Viñedos Ponce.
Lembrando que  Herdade do Rocim , Quinta Vale Dona Maria (Portugal) e  Bodega y Viñedos Valderiz e Bodegas Viñedos Ponce são novidades no portfólio da importadora
Particularmente fico muito satisfeito em ver como juntando apenas dois países podemos ter tanto prazer com o vinho , vamos a alguns vinhos que me marcaram durante o evento:

Capellania 2008 -  13,5% de álcool  - Palha verdeal,  brilhante. Olfativamente encantador, fruta madura, aquele toque  oxidativo que eu tanto aprecio, mineralidade e  ervas escuras. Na boca ótima acidez, ligeira tanicidade, fresco, alcool ok, retrogosto frutado, com toques oxidativos. Um branco para aprecidaores de vinhos brancos de qualidade . R$ 140,00 -Nota 90/100

Castillo de Ygay 2004- 14% de álcool - Granada, média concentração, halo de evolução. Olfativamente complexo, frutas vermelhas maduras, terroso, floral, e baunilha. Ótima acidez, taninos finos ainda jovens, bom corpo, retrogfosto frutado com toque tostado. vinhaço que precisa de mais anos de garrafa.- R$ 420,00 - Nota  92/100








Valderiz Juegabolos 2010 -14,5% de álcool - Rubi, média concentração, sem halo.Olftivamente limpo, mineral, frutas negras, e toque floral. Ótima a acidez, taninos finos, corpo médio, retrogosto frutado e mineral. Um vinho ainda jóvem muito bom e limpo.R$ 286,00 - Nota 90/100

Quinta da Falorca Garrafeira 2007 – Corte de Afrocheiro, tinta roriz e touriga nacional, 14% de álcool – Rubi, alta concentração, sem halo. Olfativamente, autero, grafite, mineral, frutas negras frescas, e violetas. Na boca, ótima acidez, taninos finos, bom corpo retrogosto frutado e com toque mineral. Mais um vinho de altissima qualidade, ainda jóvem pedindo garrafa. R$ 418,00 - Nota 91/100

Quinta do Alqueve 2005 – Corte de Touriga  Nacional e Syrah com 14% de álcool e  12 meses de barrica. - Rubi, média concentração, halo de evolução. Complexo, frutas vermelhas maduras, pimenta,e toque herbáceo. Na boca, tripé perfeito, alta acidez, taninos finos, suculento, frutado, final de boc frutado com leve tostado. Um vinho pronto, em seu ápice. R$ 249,00 - Nota 90/100

Quinta Vale Dona Maria 2011 -15% de álcool. Violaceo, alta concentração, sem halo. Cereja azeda, leve tostado,e violetas. Na boca, alta acidez, taninos firmes, encorpado, retrogosto frutado, ligeiro tostado. Um vinho suculento que a cada ano que passa em garrafa fica melhor. Ainda sem preço definido. Nota  90/100








  Carm  So2  Free – Corte de Rabigato, gouveio e moscatel galego com 13,5% de álcool. Palha, brilhante. Olfativamente único, cebola frita, arruda, floral, e especiarias. Na boca, boa acidez, corpo médio, retrogosto, fresco mas ainda com cebola frita, evoluindo posteriomente para frutas cozidas e herbáceo. Um vinho que jamais esquecerei pela unicidade de aroma, pode parecer chocante inicialmente mas evolui com tempo de taça. R$ 106,00. Nota 88/100

Krohn Porto Colheita 1990 - Tinta Barroca, Tinta Roriz, Touriga Franca, e Touriga  Nacional. Âmbar, ralo.  Frutas maduras com evolução, ameixa seca, chá, químico,e tabaco. Alta acidez, corpo médio, retrogosto frutado com tabaco e tostado. Simplesmente delicioso. R$ 277,00 - Nota 92/100

Colleccion Vivanco 4 signatures Late Harvest 2012 – Corte com 50% Tempranillo, 20 % Graciano, 20% Garnacha, 10% Mazuelo. - Rose, brilhante. Botritis, frutas vermelhas, mexerica,  pêssego, e cacau, muito delicado. Na boca, boa acidez, dulçor no ponto certo, tânico, corpo médio retrogosto frutado muito agradavel.  R$ 218,00 – Nota 90/100









World Wine:  - Fone (011) 3315-7477 – Site www.worldwine.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário