30 de set de 2013

Duvidas sobre os 50 grandes vinhos de Portugal de Dirceu Viana ??


Tive o prazer de participar do almoço degustação organizado pela Wines of Portugal, que tem como missão promover a imagem dos vinhos de de Portugal no mundo, e achei o formato extremamente inteligente, mas ao mesmo tempo polêmico. A entidade elegeu nosso único MW Dirceu Vianna Júnior para escolher os melhores  50 exemplares para o mercado brasileiro entre cerca de 460 rotulos disponibilizados para a prova. Este modelo já  foi e está sendo utilizado em outros países com pessoas altamente categorizadas do mundo do vinho como por exemplo : Olly Smith, crítico de vinhos e apresentador de televisão inglês, a MW Julia Harding  assistente de Jancis Robinson, jornalista e crítica de vinhos do jornal The Financial Times, o MW Doug Frost, para o mercado norte-americano, e pelo visto tem dado um bom retorno de marketing. 

O evento foi extremamente bem organizado e cuidado nos seus mínimos detalhes, a única sugestão que eu daria para uma próxima ocasião é que a degustação do 50 vinhos fosse feita no mesmo local onde almoçamos, ou em em local que facilitasse a atuação dos jornalistas que fazem suas analises e tomam notas sobre cada um dos vinhos degustados.Tendo Adalberto Piotto como moderador e Dirceu Viana como apresentador o “50 Grandes Vinhos de Portugal” teve grande repercução e gerou frisson entre a mídia especializada de vinhos  do Brasil, importadores , restaurateurs, e outros,  mas ao mesmo tempo gerou certo frisson pelo fato de um ou outro vinho de gosto de cada um dos participantes não fazer parte na lista de Dirceu, me lembrando em certos momentos as convocações da seleção brasileira de futebol que por mais que incluam os melhores em atividade sempre acabam gerando acoloradas discusões. Durante o almoço cansei de ouvir “Acho que o vinho ... deveria fazer parte da lista””Como é que o Dirceu esqueceu o vinho ....” enfim cada um tem sua opinião e seu gosto. Particularmente não posso nem devo criticar se a lista de Dirceu representava o melhor dos 460 provados pois eu não degustei todos estes vinhos, logo assumo que sua escolha deva ter sido acertada sempre levando em consideração os vinhos disponibilizados para a prova  e o gosto pessoal do expert.

Sobre os exemplares que provei durante o evento devo dizer que tive agradáveis surpresas, sempre destacando o fato de que hoje em dia os vinhos portugueses estão bem mais gastronômicos do que nos últimos anos, fruto de menor extração na busca de vinhos mais leves e fáceis de beber. Me impressionou também a cada vez mais alta qualidade de seus  brancos, e claro seus imbatíveis vinhos generosos.

Vamos agora á lista dos 50 vinhos selecionados por Dirceu Vianna Jr

BRANCOS

Covela Escolha 2012 (William Smith & Lima)

Quinta da Levada 2012 (Quinta da Levada)

Soalheiro 2012 (Vinu Soalleirus)

Quinta de Gomariz Grande Escolha 2012 (Quinta de Gomariz)

Casa da Senra 2012 (Abrigueiros)

Tapada dos Monges 2012 (Manuel Da Costa Carvalho Lima & Filhos)

Muros Antigos 2012 (Anselmo Mendes Vinhos)

Portal do Fidalgo 2011 (Provam)

Muros de Melgaço 2011 (Anselmo Mendes Vinhos)

Royal Palmeira 2009 (IdealDrinks)

Quinta da Fonte do Ouro Encruzado 2011(Sociedade Agrícola Boas Quintas)

Morgado de Santa Catherina 2010 (Companhia das Quintas)

Redoma Reserva 2011 ( Niepoort)

Conceito Branco 2010 (Conceito Vinhos)

VINHOS TINTOS

Cortes de Cima Trincadeira 2011 (Cortes de Cima)

Terra D´Alter Touriga Nacional 2010 (Terras de Alter)

Herdade da Pimenta Grande Escolha 2010 (Logowines)

Tinto da Talha Grande Escolha 2009 (Roquevale)

Canto X 2009 (Herdade da Madeira Velha)

Cartuxa – de Cartuxa - Fundação Eugénio de Almeida, 2009, Tinto

Cortes de Cima Reserva 2009 (Cortes de Cima)

Dona Maria Reserva 2008 (Júlio Bastos)

Conde D´Ervideira Private Selection 2008 (Ervideira)

Aliança Bairrada Reserva 2011 (Aliança)

Vinha Pan 2009 (Luís Pato)

Marquesa de Alorna Reserva 2009 (Quinta da Alorna)

Julia Kemper 2009  (Cesce Agrícola)

Quinta da Fonte do Ouro Touriga Nacional 2009 (Sociedade Agrícola Boas Quintas)

Casa da Passarela Vinhas Velhas 2009 (O Abrigo da Passarela)

Quinta do Serrado Reserva 2009 (Sociedade Agrícola Castro Pena Alba)

Quinta do Perdigão Touriga-Nacional 2008 (Quinta do Perdigão)

Quinta da Bica Reserva 2005 (Quinta da Bica)

Quinta do Vallado Reserva Field Blend Douro 2011 (Quinta do Vallado)

Quinta da Casa Amarela Grande Reserva 2011 (Laura Valente Regueiro)

Casa Ferreirinha Callabriga 2010 (Sogrape)

Quinta do Crasto Reserva Vinhas Velhas (Quinta do Crasto)

Pintas 2010 (Wine & Soul)

Poeira 2010 (Jorge Moreira)

Batuta 2010 (Niepoort)

Passadouro Touriga Nacional 2010 (Quinta do Passadouro)

Quinta do Pessegueiro 2010 (Quinta do Pessegueiro)

CV-Curriculum Vitae 2010 (Lemos & Van Zeller)

Quinta de la Rosa Reserva 2009 (Quinta da Rosa Vinhos)

Chryseia 2009 (Symington Family Estates)

Quinta do Noval Touriga Nacional 2009 (Quinta do Noval)

Quinta do Portal AURU 2009 (Quinta do Portal)

VINHOS GENEROSOS

Quinta da Bacalhôa Moscatel Roxo 2001 (Bacalhôa)

Justino´s Madeira Colheita 1995 (Justino´s, Madeira Wines)

Graham´s Tawny 30 anos (Symington Family Estates)

Burmester Porto Colheita 1963 (Sogevinus)


É claro que não poderia deixar de relacionar os meus  favoritos entre os vinhos provados:

VINHOS BRANCOS:


Redoma Reserva 2011 
Morgado de Santa Catherina 2010
Muros de Melgaço 2011
Conceito Branco 2010
Quinta da Fonte do Ouro Encruzado 2011

VINHOS TINTOS:

Batuta 2010
Quinta da Bica Reserva 2005
Casa Ferreirinha Callabriga 2010
Quinta do Valado Reserva field blend 2011
Quinta do crasto 2010
Poeira 2010
Marquesa de Alorna Reseva 2009
Julia Kemper Dão 2009

VINHOS GENEROSOS:

Graham´s Tawny 30 anos
Burmeister colheita 1963
Quinta da Bacalhôa Moscatel Roxo 2001


Wines of Portugal - www.winesofportugal.info

Nenhum comentário:

Postar um comentário