27 de fev de 2013

Garimpando na Alsácia


Henri Ehrhart Kaefferkopf  D’Ammerschwihr Grand Cru Riesling 2010 12,5% álcool.

Exite uma longa série de excellentes produtores na Alsácia que já tive a oportunidade de provar em viagens anteriores ou degustaçãoes profissionais, portanto desta vez decidi provar apenas  uvas não comuns, áreas diferentes e produtores não conhecidos. Ontem foi um vinho com a uva Savagin rosê e hoje quiz provar um Riesling Grand Cru de Kaefferkopf, àrea que foi delimitada em 1932 , ou seja  5 anos antes da fundação do INAO (Institut national de l'origine et de la qualité) orgão governamental francês que regulamenta as appellattion AOC) mas que que teve problemas politicos com a legislação  visto ser uma região primordialmente produtora de vinhos de cortes e que consequentemente não podia colocar em seus rótulos a denominação Gran Cru que só aceita pela lehgislação para vinhos varietais de algumas uvas nobres como a Riesling, Gewurstraminer  Pinot Gris, e Muscat. Os produtores receberam o convite para a formalização da área como Grand Crú para vinhos varietais em 1996, se aceitassem a restrição dos cortes , os mesmos  agradeceram e não aceitaram defendendo a tradição local.  Em 1990  a formalização da região como Grand Cru para varietais foi publicada, mas os produtores novamente se recusaram a usa-la em seus rotulos que continuaram a ser vendidos apenas como Kaefferkopf. Finalmente em 2006 os legisladores aceitaram que também os cortes pudessem levar a denominação Grand Cru, e com isto finalmente a paz foi selada. Ainda assim os cortes officialmente aceitam apenas as seguintes variedades Gewurztraminer (60%-80%), Riesling (10%-40%), and Pinot Gris (0-30%) . OBS Só duas outras duas áreas alem de Kaefferkopf podem usar a appellation Grand Cru para cortes : Altenberg de Bergheim e Zotzenberg.
Kaefferkopf fica no Alto Rihn entre Kayserberg e Turckheim nas proximidades de Colmar, possui  175 hect plantados .

O Grand Cru  que comprei hoje  na verdade é um Riesling varietal pois não encontrei um corte que era meu objetivo, mas como amanha devo ir em direçao a aquela região quem sabe dou sorte e tomo um por lá.

Henri Ehrhart Kaefferkopf  D’Ammerschwihr Grand Cru Riesling 2010 12,5% álcool.

Amarelo claro com toque esverdeado, brilhante Nariz mineral, pedra molhada, ligeiro floral, pontinha cítrica e salgadinho marcante. Na boca, boa acidez ( particularmente gostaria de um pouquinho a mais) , bom corpo, ligeira untuosidade, final de boca fresco com pessego branco e suco de limão agradável , sem nenhum amargor.  Por se tratar de um Grand Cru esperava um pouco mais de estrutura e vida mas nem por isso me decepcionou.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário