19 de jul de 2012

Uma coisa me incomodou neste Encontro Mistral



O Encontro Mistral é sempre aguardado por todos os apreciadores de vinho como aquele momento dedicado à prova de grandes vinhos, conhecer seus produtores conversar com os amigos e claro fazer suas compras, afinal ninguém é de ferro. Neste ano assim que recebi o convite, fiz minha lição de casa listando os produtores que gostaria de visitar, postando esta relação e reservando duas tardes para tanto. Vamos ver como a coisa rolou:
Andrea Costanti

Day One
Não fui no primeiro dia que normalmente é meu favorito, por estar com compromissos familiares, minha filha marina voltou da Itália após um ano de estágio por lá, reservei portanto a terça ( apenas duas horas e meia) pois já tinha me comprometido para um jantar e também na 4ª feira a qual ficaria o tempo todo.
Mario Cordero (Vietti)


Day Two
Na terça segui meu plano começando pela Pol Roger, absolutamente magnífica, provei seu Blanc de Blanc Brut USD 199,00 e seu Churchill Brut 98- USD399,00 confirmando mais uma vez por que ele é disparado um dos meus champagnes favoritos. De lá para Cos D’Estournel, onde provei um surpreendente branco Goulée de USD 115,00, seu segundo vinho tinto o Les Pagodes de Cos 2001, prontíssimo de USD 215,00 e um jovem de tudo Cos D’Estournel 2004 de Usd 600,00 que certamente gostaria de tomar daqui uns 10/15 anos. A seguir Pascal Jovilet  onde provei um interessante Attitude Sauvignon Blanc 2010 de Usd44,50, um elegante Sancerre 2008 de Usd 60,00, um seco e vibrante Puilly Fumé 2010 de USD 70,00 e um estonteante Indigene Pouilly Fumé 2006 de USD 110,00. Na ala dos italianos tomei a linha inteira do Vietti ficando apaixonado pelo seu único Barbaresco Masseria 2006 de USD 207,00, a seguir seu eterno companheiro de feiras Coppo onde tomei três espécimes com destaque ao sempre “melhor” Pomorosso Barbera D’Asti 2006 de USd 180,00. A Seguir uma parada obrigatória Biondi Santi  onde tudo é bom mas tudo ainda é jovem, destaque para o Schidione IGT 2001 de USD 295,00 que está quase pronto. A seguir um momento de puro prazer Costanti , com um delicioso Rosso di Montalcino 2009 de Usd 76,50, um   tradicional e delicado Brunello de 2006 de USD 190,00 e um austero e maravilhoso Brunello 2004 o qual fui obrigado por mim mesmo a tomar todo o volume servido.Next,  Badia a Coltibuono onde o Chianti Riserva 2007  de USD 98,00 tomou minha atenção. Terminei os italianos no stand da Villa Poggio Salvi onde visitei o amigo Luca Belingardi e tomei apenas seu Chianti dei Colli Senesi Caspagnolo 2010 de Usd 40,00 na promessa de retornar mais tarde ou na 4ª. Dos portugueses apenas passei de passagem e tomei o Redoma Branco 2010 de Usd 63 e o Tiara 2009 de Usd 70,00 prometendo ao Dirk voltar depois para os tintos. Nos espanhóis o jovem Alion 2007 de Usd 190,00 e o Ultra jovem encorpado Pintia 2006 de Usd 147,00. Parei também para visitar o amigo Paul Hobbs, mas ele estava em outro local sendo entrevistado, portanto tomei 4 de seus vinhos onde destaquei o delicioso Cabernet Sauvignon Beckstoffer Dr Craner 2006 de Usd 400,00. Pronto já eram 19,30 e saí correndo, amanha tem mais
Hubert de Billy ( Pol Roger)

Day Three
Na 4ª fui para São Paulo mas acabei me atrapalhando com outros compromissos familiares e infelizmente perdi o que seria meu dia cheio na feira. Como conseqüência, de minha lista original, acabei não visitando a Parigot, Bollinger, Adami, Ca’del Bosco, Isole Olena, Masciarelli, Quinta da Pellada, Quinta do Vale do Meão, Symington, Pesquera, Clos Morgador, Gaia, Domdechant Werner, Kracher, Château Musar, Boekenhoutskloof.  Bem , mas antes de encerrar vamos entender o que  então me incomodou mais no Encontro Mistral 2012 ? Sim eu mesmo por não ter sido capaz de atender a pelo menos um dia cheio. Quem foi o culpado? Eu mesmo. Quem perdeu com isto? Eu mesmo. O que fazer agora. Chorar e esperar o próximo ano para rever estes espetaculares produtores e provar seus novos lançamentos.  Parabéns ao Ciro Lilla e sua equipe por mais este espetacular evento, e que mais uma vez que esteve perfeito em todos os detalhes.  Uma palavra para definir o encontro? Prazer e muito profissionalismo.  Até 2013 !!!

6 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado por seus gentis comentários Carlos Eduardo Sua elegância e educação são exemplares

    ResponderExcluir
  3. Quanta ignorância e falta de finesse!Lamentavelmente tem gente dessa laia em tudo o que é tribo e o mundo do vinho não seria exceção. Sua resposta é digna do gentleman que vc é Tommasi, parabéns e grato por nos presentear com um blog de conteúdo compartilhando conosco sua vasta experiência e conhecimento de causa.

    ResponderExcluir
  4. Fazer o que!!!Não merece perder tempo . Grande evento como sempre, pena ter perdido a Quinta da Pellada,e meus favoritos Quinta Vale do Meão Obrigado e grande abraço Filipe

    ResponderExcluir
  5. Querido Walter;
    Aprendo muito lendo seu blog!
    Infelizmente tem muita gente por aí, querendo mídia...
    Grande beijo

    ResponderExcluir