10 de abr de 2012

Qualimpor faz seu Wine Day


Ultimamente tornou-se uma tendência das grandes importadoras realizarem suas própria feiras de vinhos, e desta feita foi a vez da simpática Qualimpor, importadora exclusiva dos vinhos da Esporão, da Quinta do Crasto, e agora Quinta das Murças promover o seu Wine Day no Consulado de Portugal em São Paulo. Quando recebi o convite pensei comigo mesmo, mas será que tem produtos suficientes para uma feira? Mas ao recapitular os vinhos por eles importados logo me dei conta que sim e com uma grande vantagem, a garantia de que todos os vinhos são realmente de alta qualidade. Meu histórico com marcas tanto da Quinta do Crasto como do Esporão, é muito positivo, elas estão entre aquelas  que compro sem medo afinal eles nunca me decepcionaram, tanto seus TOP de linha , como seus vinhos mais básicos. O evento contou com a presença de João Roquette proprietário da importadora no Brasil, de Tomaz Roquette um dos donos da Quinta do Crasto e finalmente do enólogo das marcas David Baverstock. Provei todos os vinhos das novas safras agora disponíveis na Qualimpor e um vinho que me chamou muito a atenção foi o Esporão Branco Reserva 2010 (R$ 80,00) , bem mineral e com grande potencial de guarda, enquanto na safra 2009, que lembro ter tomado e gostado muito no ano passado, le se apresentar mais pronto e carregado, uma mudança muito positiva. Meus favoritos da tarde para variar foram os de sempre: O Esporão Reserva Tinto ( R$ 100,00), o Garrafeira ( R$ 130,00) ambos 2008, o badalado e caro Xisto 2009 ( RS 550,00) , aquele que nunca falta na minha adega o Quinta do Crasto Vinhas Velhas 2009 ( R$ 190,00), e o Tawny 10 anos da Quinta das Murças ( R$ 180,00).

Esporão Reserva Tinto 2008 – Corte de Aragonês, Trincadeira,Cabernet Sauvignon, e Alicante Bouchet, 14,5% de álcool, malolatica em cubas de inox e 12 meses em barricas de carvalho 70% americano e 30% Frances.- Violáceo, média concentração, sem halo. Olfativamente floral, frutas negras maduras, e toques de pimenta e baunilha. Na boca, alta acidez, taninos presentes ainda não prontos, elegante, e final de boca bem fresco e mineral. Ótimo vinho que só precisa de um pouco mais de tempo de garrafa 89/100





Quinta do Crasto Vinhas Velhas 2009 – Corte de vinhas velhas (por volta de 25 variedades) com videiras de mais de 70 anos , 14,5 de álcool e estágio de 16 meses em barricas 85% francesas e 15% americanas – Violáceo, média concentração,sem halo. Olfativamente complexo, violetas, frutos negros e toque de especiarias. Na boca, elegante, boa acidez, taninos finos, bom corpo e retrogosto frutado. Este precisa de no mínimo 3 anos de guarda para começar a ser tomado. 91/100






Qualimpor: Fone (011) 5181-4492.Site: www.qualimpor.com.br

Assessoria: Tema -  Fone (011) 3079 1677

Nenhum comentário:

Postar um comentário